16781 0

WatchGuard lança primeiras aplicações com “policy mapping”

A WatchGuard Technologies anunciou este mês as primeiras aplicações integradas da indústria, com a capacidade de “policy mapping” para o Unified Threat Management (UTM) e o Next-Generation Firewall (NGFW). Disponível na mais recente versão da premiada solução de visibilidade de segurança de redei em tempo real, o WatchGuard Dimension, o Policy Map fornece uma visão clara de como o tráfego flui e o impacto das políticas na rede, com a capacidade de rapidamente filtrar ou procurar por informações e análises adicionais.

As Políticas de Segurança são fundamentais para a operação da firewall. De acordo com o Relatório Verizon 2014ii, existe uma forte relação entre uma firewall mal configurada e a probabilidade de uma falha de segurança. O Dimension Policy Map agrega diferentes informações sobre políticas, interfaces, aplicações e fluxos de tráfego, apresentado num painel de instrumentos simples, intuitivo e interativo. Pode ser utilizada para auditoria política, procurar políticas ativas e mal configuradas, identificar padrões anormais/raros de tráfego, confirmar visualmente as políticas da firewall, confirmar visualmente se as políticas da firewall ou as alterações de configuração têm o impacto desejado nos padrões de tráfego, e muito mais.

“Trabalhei com outros fornecedores durante anos e eles nunca forneceram este tipo de análise em tempo real. O Policy Map é uma ferramenta poderosa,” disse Celio Rijo, CEO da Plater IT – Serviços de Informática, fornecedor Managed Services WatchGuard. “A capacidade de ver e analisar em tempo real o verdadeiro impacto que essas políticas estão a ter nos clientes é realmente espetacular. Não há necessidade de relatórios complicados, é uma forma fácil e simples para a minha equipa, incluindo os Administradores, de verem o que está a acontecer no momento.”

“As políticas de segurança são o cérebro da firewall e dita a eficácia de qualquer configuração da mesma, impactando diretamente a rede de proteção dos seus utilizadores,” diz Carlos Vieira, Territory Sales Manager, Spain, Portugal e PALOP. “Dada a enorme captação de clientes para o Dimension numa base global, reconhecemos uma oportunidade de melhorar a sua gestão de segurança e ajudar a eliminar erros dando à rede de administradores uma poderosa ferramenta para conseguirem visualizar a política de análise. Podem agora ver as políticas como não viam antes, e avaliar instantaneamente o impacto na rede ou no utilizador.”

Para além do Policy Map, a nova atualização do Dimension traz uma variedade de relatórios adicionais e novos painéis de instrumentos que incluem informação de malware do dia, detalhes sobre visitas ao site e a disposição do tráfego, navegação melhorada, e gestão dos certificados dos consolidados CA. Para além disso, são gratuitos em qualquer UTM da WatchGuard ou na plataforma NGFW.


Bruno Fonseca

Bruno Fonseca

Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Notícias Relacionadas

Fireball e Wannacry afectam 1 em cada 4 empresas em todo o mundo, segundo o Índice de Ameaças da Check Point

A Check Point afirma no seu último Índice Mundial de Impacto de Ameaças que mais de um quarto das empresas de todo o mundo sofreu ataques do Fireball ou

Não conservar o talão de uma transacção bancária pode ser perigoso!

Através das caixas automáticas podemos realizar muitas operações bancárias, que vão desde a simples consulta de saldo à transferência de dinheiro para outras contas, passando pelo levantamento de

Investigadores da Check Point deslindam funcionamento interno de “Cerber”, a maior campanha ativa de ransomware do mundo

A Check Point publica hoje um relatório em que se identificam novos detalhes e uma profunda análise ao Cerber, a campanha de ramsomware-as-a-service activa mais importante do mundo.

A fonte de rendimentos dos cibercriminosos

O cibercrime é um negócio e os seus players movem-se pelo lucro económico. Os elevados preços pagos no mercado negro online têm feito do crime virtual um negócio

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *