UPSs da Eaton Ultrapassam Requisitos da Futura Norma Internacional para Segurança de UPSs

9328
0
Share:

A empresa de gestão de energia Eaton acaba de anunciar que, depois de rigorosos testes, as suas fontes de alimentação ininterrupta (UPSs) não só cumpriram, como também ultrapassaram, os requisitos da futura norma internacional IEC 62040 Uninterruptible Power Systems (UPS) – Parte 1: Requisitos Gerais e de Segurança para UPS. Isto, em combinação com profunda compreensão que a empresa tem do mercado das UPS, faz com que consiga dar aos profissionais de TI e aos gestores de data centre conselhos sobre como interpretar a nova norma, ajudando assim a assegurar uma segurança operacional e garantir a continuidade de negócio.

“As mudanças à IEC 62040 fazem com que os fabricantes de UPS tenham de declarar ou o valor da corrente nominal admissível de curta duração (Icw) ou o valor da corrente nominal condicional de curto-circuito (Icc) dos seus produtos”, disse Janne Paananen, Technology Manager da Eaton. “Esta mudança é bem-vinda pois a informação sobre estes valores é essencial para desenvolver os sistemas de forma a manterem-se seguros mesmo em ambientes extremos. Contudo, embora existam valores mínimos exigidos de Icw e de Icc listados na norma, os níveis de corrente de falha atuais em instalações reais frequentemente excedem-nos. É importante que os fabricantes das soluções tenham este ponto em consideração quando escolhem os produtos, assegurando que os níveis de corrente dos mesmos excedam os do local e que, assim, possam ser usados de forma segura numa instalação.”

Para cumprir com a nova norma, as UPSs com valores Icc ou Icw declarados de 10 kA ou superiores têm de ser testadas em laboratório com um nível específico de corrente disponível nos terminais de entrada das UPSs, e com um curto-circuito nos terminais de saída das UPSs. No decorrer do teste, a UPS tem de ter uma performance segura, sem queimar ou emitir chamas. O design dos produtos da Eaton foram já sujeitos a testes muito rigorosos, tendo tido um comportamento exemplar, excedendo os requisitos mínimos.

A corrente nominal admissível de curta duração (Icw) tida em conta na nova norma é a corrente que pode ser suportada sem qualquer tipo de estrago durante um período de tempo curto. A corrente condicional de curto-circuito (Icc) – que é normalmente utilizada quando a UPS é protegida, por exemplo, por um fusível– é a corrente de curto-circuito que pode ser suportada durante o tempo necessário para que o dispositivo de protecção de curto-circuito funcione. Os rácios estão relacionados com o caminho de baixa impedância das UPSs, tipicamente um interruptor estático com componentes associados, tais como fusíveis, interruptores e indutores, utilizados em modo bypass ou line-interactive. Os requisitos aplicam-se a cada circuito individual de bypass, incluindo circuitos internos de bypass de manutenção.

Para saber mais sobre as soluções da Eaton, visite www.eaton.eu/powerquality.


Share:

Deixe o seu comentário