26772 0

Universidade Carnegie Mellon e IBM lançam parceria na área dos Edifícios Inteligentes

A IBM anunciou uma parceria com a Universidade Carnegie Mellon, dos Estados Unidos, na área dos edifícios inteligentes. A universidade sediada em Pittsburgh, Pensilvânia, é a primeira instituição norte-americana do Ensino Superior a tirar partido de um sistema de analítica baseado na cloud por forma a reduzir os custos operacionais e de energia.

A universidade pretende, desta forma, reduzir cerca de 10% do total dos custos correntes, quase 2 milhões de dólares ao ano, assim que a solução da IBM esteja totalmente implementada nos 36 edifícios que compõem o campus da universidade.

“Por si só, a implementação desta tecnologia irá levar a uma redução significativa dos gastos de energia. Tão importante quanto isso, melhorará os serviços sediados em cada edifício, criando um ambiente de ensino e de investigação muito mais eficaz”, sublinhou Donald Coffelt, da Universidade Carnegie Mellon.

Estima-se que os edifícios sejam os grandes responsáveis mundiais pelo consumo de energia até 2025, de acordo com o Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia dos Estados Unidos. Os sistemas de climatização e de iluminação, os elevadores e os alarmes estão constantemente a comunicar dados através de sensores. No entanto, a maioria das empresas e instituições não tira ainda partido destes dados para identificar tendências na sua utilização e melhorar a satisfação dos utentes.

A Universidade Carnegie Mellon vai endereçar estas questões a partir do Centro de Gestão de Edifícios da IBM, acessível a partir da cloud da IBM SoftLayer, de modo a monitorizar milhares de data points distribuídos pelos vários edifícios. Este sistema de analítica da IBM vai procurar detectar também problemas no sistema, tais como sistemas de aquecimento e de arrefecimento a trabalhar em simultâneo, e, de forma proativa, propor alterações.

A nova tecnologia será testada inicialmente em nove edifícios e só mais tarde será estendida aos 36 complexos do campus universitário. A aplicação inicial deste centro de gestão da IBM será nos sistemas de climatização e só mais tarde nos sistemas de iluminação e de água.

“A IBM e a Universidade Carnegie Mellon partilham o compromisso da inovação e da colaboração”, disse Wayne Balta, vice-presidente da divisão Corporate Environmental Affairs and Product Safety da IBM. “Dada a notoriedade desta instituição do Ensino Superior como líder mundial em engenharia e ciências da computação, esta nova colaboração na área dos edifícios inteligentes surgiu muito naturalmente”.


Bruno Fonseca

Bruno Fonseca

Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Notícias Relacionadas

Altitude Software Incluída no Quadrante Mágico da Gartner pelo 12º Ano Consecutivo

A Altitude Software anuncia que a Gartner, Inc. voltou a incluir a empresa no “2016 Magic Quadrant for Contact Center Infrastructure, Worldwide”. Este é o 12ª ano consecutivo

PRIMAVERA Reforça Aposta na Mobilidade Com Nova Oferta de Recursos Humanos

A multinacional portuguesa PRIMAVERA BSS anunciou que já se encontra disponível o novo módulo de Recursos Humanos na app ELEVATION Mobile, a aplicação onde a PRIMAVERA concentra toda

InnoWave apresenta suite de TV Apps em Londres

Seguindo o seu processo de internacionalização, a InnoWave vai aproveitar a edição de 2013 do evento TV Connect em Londres para apresentar neste mercado a sua mais recente

EMC melhora significativamente programa de parceiros Velocity

A EMC Corporation anunciou melhorias significativas no programa de parceiros EMC Velocity Solution Provider que tem como principal objectivo tornar as tecnologias e soluções de Cloud Computing e

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *