Tuizzi.com aposta na internacionalização

7832
0
Share:

O Tuizzi.com que consiste numa plataforma web que simplifica e facilita o acesso à compra e venda de publicidade exterior, depois de Portugal e Inglaterra, vai expandir-se para os EUA e Japão, estando já em fase de negociações com a Colômbia e  Angola.

[blockquote]

De acordo com Afonso Santos, CEO da Tuizzi.com, “esta ideia nasceu em 2009 numa outra empresa, quando um potencial novo parceiro nos propôs a exploração de publicidade em máquinas de tabaco. Depois de alguma pesquisa, descobrimos que não só era muito complicado descobrir valores de mercado dos Outdoors em Portugal, como também não sabíamos onde e como comprar. Nesse dia descobrimos uma oportunidade de negócio, que em cinco anos é um sucesso, que nos leva a abraçar novas geografias”.

[/blockquote]

Com mais de 70.000 suportes publicitários disponíveis, a Tuizzi.com permite aos anunciantes escolherem a localização de uma publicidade nos países onde estão presentes, e gerir e reservar estes espaços através da internet. Apresentado como “o Booking.com da Publicidade no Exterior”, a empresa tem como clientes os Anunciantes directos, Operadores de Meios e Agências de Meios que têm à sua disposição um software de gestão online especializado em suportes de publicidade exterior. Dado o crescimento no número de utilizadores e do negócio em Portugal e na Inglaterra, a Tuizzi.com planeia expandir-se através de uma estratégia assente num crescimento orgânico, na escolha de parceiros e na aposta em franchisados.

No seu arranque, a Tuizzi.com contou com o apoio da Comissão Europeia através dos fundos europeus que possibilitaram o crescimento da empresa até esta conseguir cativar investimento externo. A empresa esteve também integrada na incubadora UPTEC onde teve acesso a mentores, investidores e workshops, garantindo assim a credibilidade do projeto.

“Os fundos europeus e as aceleradoras de start-ups são um apoio importante para os jovens empreendedores que querem criar a sua próxima empresa. Existem várias outras oportunidades que devem ser exploradas de forma a dar vida a novos projetos” conclui Afonso Santos.

De facto, contatar um acelerador de start-ups, como a StartUp Lisboa ou a Beta-i, participar em eventos ou concursos, como os Prémios Insead, e candidatar-se a fundos europeus (mais informações aqui) são algumas das alternativas que os jovens empreendedores podem seguir. Um dos próximos eventos será o StartUp Roadshow que chegará a Portugal a 10 de julho. Organizado pela Comissão Europeia e pelo European Young Innovators Forum, este roadshow integra um conjunto de 10 workshops, em 10 cidades europeias, onde os jovens empreendedores poderão interagir, aprender e ter como mentores empresários experientes e bem-sucedidos.

A iniciativa Startup Europe é uma das contribuições para a realização do plano de ação da Agenda Digital da Comissão Europeia, apoiado pela Vice-presidente Neelie Kroes, que tem como objetivo fortalecer o ambiente de negócios para start-ups na área das TI e web, permitindo que os empreendedores possam iniciar o seu negócio e assegurar o seu crescimento na Europa, contribuindo assim para a inovação, o crescimento e a criação de emprego.


Share:

Deixe o seu comentário