TP-Link supera os seis milhões de euros em Portugal em 2016

18216
0
Share:

A TP-Link anunciou os resultados  referentes ao seu exercício de 2016, um ano em que a empresa registou várias alterações. A primeira teve que ver com a promoção, no primeiro trimestre do ano, de Kevin Wang para Vice-presidente para Europa Ocidental. Nesse momento, Jacob Xiong assume também a direção da empresa em Portugal e Espanha. Por outro lado, um pouco antes do verão, a TP-Link evoluía o seu portfólio além da tecnologia sem fios e lançava no mercado de dispositivos smart home, smartphones e acessórios smart. Pouco tempo depois, e como consequência das alterações feitas, a empresa faz uma transformação profunda da sua imagem de marca, com o objetivo de alinhá-la com o estilo de vida conectado dos consumidores.

Neste cenário de evolução contínua, a TP-Link consegue manter o seu crescimento, tanto a nível local como internacional. Em termos mundiais, a empresa alcança um volume de vendas de 2,1 mil milhões de dólares, enquanto que, em Portugal, ultrapassa os 6,1 milhões de euros em 2016.

A evolução da marca em Portugal tem sido constante, tendo crescido todos os anos desde que está nosso país, posicionando-se como a marca de referência no mercado SOHO de networking, com mais de 311 mil dispositivos vendidos, em 2016. A nível mundial, os dados cresceram aos 161 milhões de unidades, o que significa que a cada segundo se vendem 5,1 produtos da marca. A razão do sucesso reside na qualidade tecnológica das suas soluções, fruto de um forte compromisso com a I&D+i, atividade a que destina mais de 8% das suas vendas globais a cada ano  e que emprega mais de 1800 engenheiros nos quatro centros de investigação da marca. As soluções realmente fiáveis são a consequência dos testes verdadeiramente rigorosos a que a empresa submete cada produto para garantir o seu rendimento durante toda a vida útil do mesmo, a um design que é galardoado a nível internacional, e à constante procura da melhor experiência de utilização.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário