Tecnologia GPAAS da Indra reconhecida pela quarta vez como visionária no Magic Quadrant da Gartner

8800
0
Share:

A Gartner incluiu a tecnologia GPaaS da Indra no Magic Quadrant (MQ) de Visionários na categoria “Enterprise Application Platform as a Service” pelo segundo ano consecutivo. A plataforma da Indra para o desenvolvimento e exploração de aplicações na nuvem soma assim quatro anos de permanência em alguns dos Magic Quadrant da consultora especializada. Em 2011 e 2009, a tecnologia GPaaS foi reconhecida no Quadrante Mágico de Visionários na categoria “Enterprise Application Server”.

A plataforma GPaaS constitui um dos ativos da oferta In Cloud da Indra e possibilita a implementação, execução e operação de aplicações na nuvem, enquanto serviço alternativo em relação aos modelos de licenciamento tradicionais. Permite aos programadores concentrar-se no desenvolvimento da aplicação, reduzindo notavelmente os tempos de construção e comportando todos os benefícios dos modelos cloud computing.

A Gartner destaca a compatibilidade da tecnologia GPaaS com versões on-premise (modelo tradicional com infra-estrutura alojada no cliente) assim como a sua capacidade de implementação em diversas infra-estruturas cloud (IaaS), como a Indra Flex IT (a nuvem híbrida da Indra), Google Compute, Microsoft Azure ou AWS.

Desta forma, valoriza outras capacidades cloud relevantes como a escalabilidade, alta disponibilidade, monitorização, multitenant (capacidade para prestar apoio a vários clientes a partir de uma mesma infra-estrutura) e segurança. A Gartner salienta ainda a compatibilidade com múltiplas linguagens informáticas como Java, NET, PHP, Ruby, Perl e Pyton, entre outros.

Produtos chave e casos práticos

A GPaaS engloba um conjunto de produtos tecnológicos que permitem prestar serviços para facilitar a migração e adaptação de soluções para cloud, o desenvolvimento de soluções verticais orientadas para a resolução de necessidades específicas e a interacção comercial entre clientes e fornecedores.

Assim, integra o G App Server, um servidor de aplicações JavaEE com capacidades especiais para optimizar os recursos quando são utilizados por vários clientes (multitenant); a GDB, uma base de dados de nova geração que agiliza os desenvolvimentos e facilita a captação de dados; e o GIM, um gestor de aplicações que permite automatizar implementações complexas facilitando a administração da infra-estrutura. Por último, inclui o iCloudBroker, um marketplace para a venda de soluções e serviços.

 

Na prática, alguns exemplos de serviços oferecidos pela GPaaS são a gestão unificada de fornecedores cloud, para que as empresas possam escolher o mais vantajoso sem ter que enfrentar custos adicionais de transporte de infraestrutura, ou o desenvolvimento ágil de aplicações web de processos para PMEs ou empresas, entre outros. Outro serviço importante é a transformação, para cloud, de aplicações que requerem optimização de recursos para garantir a sua operação normal perante um aumento do acesso de utilizadores (por exemplo, o lançamento de um novo produto através de campanhas publicitárias).

 

O Magic Quadrant que a Gartner publica é o resultado de uma investigação num mercado específico, o que permite dar uma perspectiva de diversos ângulos sobre o posicionamento de uma empresa em relação aos seus concorrentes. De forma gráfica e através de uma série de critérios de avaliação, o quadrante ajuda a entender as capacidades dos diferentes fornecedores tecnológicos na hora de executar o que planearam.

 

Os MQ tornaram-se uma ferramenta muito consultada pelos CEO´s como primeiro passo para entender a oferta dos diferentes fornecedores e constituem um referente muito importante na hora de contratar ou investir num projecto tecnológico.

 

Em 2015, apenas 17 empresas lideram o mercado Application Platform as a Service e a GPaaS continua posicionada no Magic Quadrant desde 2009, contando ainda com 33 publicações em volume de referências em que a Gartner reconhece as capacidades da plataforma GPaaS como uma pilha tecnológica que concorre com grandes players do mercado.

 

Na vanguarda de serviços Cloud

 

A Indra encontra-se na vanguarda de serviços e soluções de Cloud Computing graças a uma oferta integral, denominada Indra In Cloud, que abrange toda a cadeia de valor dos serviços de Tecnologias da Informação: desde a consultoria (para ajudar na optimização das capacidades e dos custos dos clientes), até ao desenvolvimento de novas soluções, passando pela externalização de serviços de TI.

 

A proposta In Cloud da Indra engloba todo o processo de transformação em Cloud, desde a produção até ao consumo de tecnologia, estando já a prestar serviço a cerca de 2.500 empresas de vários sectores, nas quais se contabilizam mais de 25 milhões de transacções anuais. Esta oferta inclui, por um lado, a plataforma PaaS (Indra Smart Platform), uma nuvem híbrida de infra-estrutura gerida (Indra Flex IT) e um catálogo muito completo e integrado por mais de 40 aplicações SaaS (Software as a Service), ao qual se pode aceder através de um marketplace próprio (iCloud Broker) e que se integrará com o de terceiros (Azure, Force.com ou Google Engine).

 

 


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário