Tecnologia da Indra gere metropolitano de málaga

6776
0
Share:

O Metro de Málaga escolheu a Indra como parceiro tecnológico para a criação e implementação do centro de controlo a partir do qual se irá gerir toda a sua infraestrutura, tanto do tráfego ferroviário suburbano como das estações. A multinacional implementou também o sistema de vendas de títulos de transporte e controlo dos acessos para todas as estações das duas linhas que atualmente compõem o suburbano da cidade de Málaga.

O centro de controlo do metro está equipado com a solução de gestão avançada da Indra que permite a total integração de todos os elementos necessários à operação e supervisão da rede, gestão integrada das diferentes linhas, tudo isto com o máximo nível de automotização possível da exploração. Os operadores dispõem assim de informação em tempo real para a tomada de decisões e resolução de possíveis incidências.

A solução implementada em Málaga inclui a integração com os sub-sistemas de planificação da exploração, regulação do tráfego e monitorização em tempo real da circulação dos comboios, assim como uma ferramenta de supervisão e controlo de todos os sistemas de instalações fixas (escadas, elevadores, ventilação, baixa tensão, etc.), sistema de vigilância, controlo de acessos, interfonia e megafonia. Desta forma, o operador terá, a partir do seu posto, controlo total de todos os sistemas do metropolitano.

Em Portugal, a Indra aplicou também todo o seu know-how na gestão de transporte público de passageiros do Metropolitano de Lisboa, num processo que se iniciou no ano 2000. Os sistemas introduzidos pela Indra permitem a informatização e automatização das vendas e a validação dos bilhetes sem contacto, assim como o controlo de acessos ao cais de embarque dos comboios.

A ligação da Indra ao Metropolitano de Lisboa passou ainda pela integração de módulos de pagamento eletrónico nas máquinas automáticas e semi-automáticas de venda de títulos de transporte. O projeto permite aos utentes do Metropolitano efetuarem pagamentos nas máquinas automáticas com cartões bancários de chip com protocolo EMV, sigla que designa os três Sistemas de Pagamento Internacionais, Europay, MasterCard e Visa.

Centro de controlo avançado

O novo centro de controlo dispõe de uma sala equipada com quatro postos de operação, mais um, criado especificamente para a manutenção, assim como um vasto videowall no qual se pode visualizar a operação das linhas e monitorizar as estações, já que a solução está integrada com o sistema de videovigilância sob circuito fechado de televisão (CCTV) e com o controlo de acessos.

A Indra foi também responsável por implementar o novo centro de dados (CPD) de última geração, que suporta a atividade do centro de controlo e de todas as comunicações integradas numa plataforma IP, que permite ao utilizador a comunicação com todos os sistemas a partir do mesmo dispositivo. Também se integra no posto de controlo um sistema SCADA de gestão de energia e um sistema de controlo SCADE para as instalações fixas, entro outros sistemas.

Tecnologia avançada de ticketing

A tecnologia de venda de títulos de transporte e controlo de acesso do Metropolitano de Málaga foi também implementado pela Indra. Trata-se de uma tecnologia sem contacto (contactless), que permite validar o bilhete aproximando-o do leitor, de forma a fornecer uma maior agilidade na entrada e saída de utilizadores.

Todas as estações contam com, pelo menos, dois acessos de mobilidade reduzida (PMR) adaptados que vão facilitar a circulação de pessoas com problemas de mobilidade, com carrinhos de bebé, malas de maiores dimensões ou bibicletas.

Os sistemas de ticketing, tal como os sistemas de informação a passageiros e os sistemas de gestão corporativos, também se integram no centro de controlo implementado pela Indra.

Tecnologia ao serviço do transporte público

A aplicação de tecnologia de gestão avançada permite ao Metropolitano de Málaga dispor de informação em tempo real para a tomada de decisões e oferecer aos utilizadores o melhor serviço, com os maiores níveis de segurança, eficiência e respeito pelo meio ambiente. Esse valor adicional é crucial para promover o transporte público, um ponto fundamental num momento em que um dos maiores desafios das cidades é dar resposta à necessidade de um transporte e mobilidade mais eficiente, ecológica e sustentável.

A Indra criou o centro de controlo integrado para o metro ligeiro e o monocarril de Kuala Lumpur, na Malásia, assim como o Metro de Medelim, na Colômbia. Estes projetos contemplam modelos de transporte intermodais e gestão integrada de diferentes meios de transporte.

Ainda no âmbito de gestão de transporte público de passageiros, a solução de ajuda à exploração (SAE) da Indra, gere mais de 13.500 autocarros em todo o mundo, com referências em países como o Brasil, Colômbia, México, Argentina, Polónia, Marrocos, Portugal ou Espanha.

 


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário