Tech Data Divulga Resultados do 2º Trimestre do Ano Fiscal de 2013

7656
0
Share:

As vendas líquidas do segundo trimestre, concluído a 31 de Julho de 2012 foram de 5,96 mil milhões de dólares, uma redução de 8% relativamente aos 6,45 mil milhões de dólares alcançados em igual período do ano anterior. O enfraquecimento de diversas moedas estrangeiras relativamente ao dólar americano teve um impacto negativo na comparação anual das vendas líquidas, de aproximadamente 8 pontos. No primeiro trimestre do ano fiscal de 2013, a empresa reviu a sua apresentação das vendas referentes aos serviços de garantia dos fornecedores e ao cumprimento de determinados contratos, refletindo-se agora em honorários líquidos por oposição às vendas líquidas e ao custo dos produtos vendidos. Estes fatores teriam contribuído em aproximadamente 191 milhões de dólares das vendas líquidas no segundo trimestre, o que teve um impacto negativo na comparação anual das vendas líquidas de aproximadamente 3 pontos percentuais.

Esta alteração não teve impacto sobre o lucro bruto, o lucro operacional, o lucro líquido ou os ganhos por ação, para nenhum período reportado, mas teve um impacto positivo nas percentagens da margem bruta e operacional no segundo trimestre do ano fiscal de 2013 de aproximadamente 15 e 3 pontos base, respetivamente. Encontram-se ainda incluídos nas vendas líquidas do ano anterior aproximadamente 102 milhões de dólares referentes às operações no Brasil e Colômbia, países dos quais a empresa saiu no final do ano fiscal de 2012. Excluindo o impacto dos fatores referidos acima, as vendas líquidas aumentaram aproximadamente 5 pontos percentuais.

O lucro operacional para o segundo trimestre foi de 59,3 milhões de dólares ou 0,99% das vendas líquidas, comparado com o lucro operacional de 78,8 milhões de dólares ou 1,22% das vendas líquidas alcançados no segundo trimestre do ano anterior. A redução do lucro operacional na comparação anual é atribuível ao impacto na margem bruta do “product mix”, do “customer mix” e da pressão competitiva dos preços em ambas as regiões, assim como ao efeito negativo na margem bruta e na alavancagem operacional nas Américas, devido à implementação dos módulos de gestão de vendas, inventário e crédito da SAP nos EUA ao longo do trimestre.

O lucro líquido do segundo trimestre atribuível aos acionistas da Tech Data Corporation foi de 34,5 milhões de dólares ou 0,88 dólares por ação, comparando com os 50,1 milhões de dólares ou 1,10 dólares por ação em igual período do ano anterior. A redução referente à comparação anual é atribuível aos fatores já mencionados.

“Depois de ter anunciado um primeiro trimestre sólido, os ganhos registados no segundo trimestre ficam um pouco aquém das nossas expectativas e dos resultados alcançados no ano anterior,” refere Robert M. Dutkowsky, Director Executivo da Tech Data Corporation. “Apesar de em todo o mundo as vendas líquidas estarem um pouco à frente do planeado e as nossas operações europeias terem gerado o mais elevado segundo trimestre ao nível das vendas e do lucro operacional, em euros, na sua história, a nossa margem bruta teve um impacto provocado por um mix, assim como por preços competitivos em ambas as regiões. A pressão da margem bruta foi agravada pela implementação de alguns módulos SAP nos EUA ao longo do trimestre.

Estamos confiantes que os nossos esforços pós-implementação irão originar melhores níveis de rentabilidade ao longo dos próximos dois trimestres. Por outro lado, durante o trimestre, recomprámos 143 milhões de dólares do nosso stock, o que eleva o valor cumulativo das nossas recompras para 1,1 mil milhões de dólares, reforçando de uma forma firme o nosso compromisso em criar valor para os acionistas.

Perspetivas:

Para o terceiro trimestre do ano fiscal de 2013, a empresa espera um crescimento nas vendas relativamente ao ano anterior, em euros, na Europa, e uma redução das vendas tendo em conta o mesmo período do ano anterior nas Américas. A comparação anual reflete o impacto da alteração da apresentação dos serviços de garantia dos fornecedores e do cumprimento de diversos contratos referentes ao ano fiscal 2013, à saída do Brasil e da Colômbia no final de ano fiscal de 2012 e às condições gerais do mercado. A empresa espera uma melhoria sequencial nas margens bruta e operacional e estima que a taxa de câmbio do dólar americano para o euro seja em média de 1,23 dólares para 1,00 euro para o restante ano fiscal de 2013.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário