STARTUP Portuguesa vence prémio de Mobilidade em Madrid com App que Monitoriza Trânsito em Tempo Real

8096
0
Share:

A BuzzStreets recebeu ontem o prémio de mobilidade da Madrid Smart Lab, uma iniciativa do município de Madrid  e  da  empresa  Ferrovial  que  pretende  encontrar  soluções  para  melhorar  a  qualidade  de  vida  nas cidades. O CEO da startup portuguesa, João Marques Fernandes, esteve presente na cerimónia de entrega dos prémios e oficializou a parceria com a Câmara Municipal de Madrid, representada pela sua presidente, Ana Botello, e com a Ferrovial, representada por Don Iñigo Meirás, Conselheiro Delegado.

A app da BuzzStreets agrega e interpreta (em tempo real) informação sobre todas as intervenções – agendadas ou imprevistas – que perturbem a circulação de viaturas nas vias, oferecendo aos seus utilizadores rotas alternativas (smartrouting).

Próxima paragem: Madrid
A BuzzStreets irá integrar o programa de aceleração da Madrid Smart Lab já a partir de 12 de Janeiro. São seis semanas de trabalho intensivo na incubadora Smart Lab La Vaguada. Nos primeiros meses, a startup portuguesa vai criar a plataforma para o registo das ocorrências que será a base da app. “Quisemos criar uma  tecnologia  que  melhorasse  a  qualidade  de  vida  das  pessoas  e  para  isso  desenvolvemos  uma plataforma agregadora de informação”, explica o CEO da empresa.

Ao contrário de outras aplicações de trânsito, a BuzzStreets não informa apenas acerca dos locais onde a confluência  de  viaturas  provoca  trânsito,  mas  também  sobre  as  ocorrências  que  estão  na  sua  origem  e como  evitá-las,  permitindo  aos  seus  utilizadores  tomar  decisões  mais  informadas  acerca  dos  seus percursos. Plataforma e app deverão estar disponíveis para o end user de Madrid já a partir de Fevereiro.

Negócio (ainda mais) escalável
Depois do lançamento da app nas cidades do Porto e Lisboa, em Setembro passado, a BuzzStreets chega a Madrid no mesmo período que chega a São Paulo. Integrada numa short list de 25 startups selecionadas pela Comissão Europeia para o programa de intercâmbio Connect Europe-Brazil, a empresa tem já as bases necessárias para a entrada no Brasil.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário