36375 0

Sophos é Líder no Quadrante Mágico 2017 da Gartner

A Sophos anuncia que a Gartner, Inc., posicionou novamente a empresa como Líder no Quadrante Mágico de Endpoint Protection Platforms (EPP – plataformas de proteção de endpoints) da Gartner. Com o recém-lançamento da próxima geração de produtos de segurança da Sophos – Intercept X – e o contínuo melhoramento da plataforma de gestão baseada na cloud – Sophos Central – a Sophos oferece um abrangente portefólio de produtos de segurança de endpoints que provou ser muito eficaz contra os mais sofisticados ataques dos dias de hoje. A Sophos tem assumido uma posição Líder neste relatório desde 2007.

De acordo com o relatório, a próxima onda de ciberameaças não estará dependente da utilização de ficheiros. “Os atacantes com mais conhecimentos exploram ataques baseados em scripts há anos. As funcionalidades comuns do Windows, como a interface da linha de comandos, o PowerShell, Perl, Visual Basic, Nmap e o Windows Credential Editor, podem ser explorados para comprometer as máquinas sem recorrer a quaisquer ficheiros executáveis, fugindo assim aos tradicionais métodos de deteção de ficheiros maliciosos”. Respondendo a este cenário, a Gartner recomenda que os “clientes de EPPs procurarem fornecedores que se foquem na proteção contra ameaças à memória e na análise de scripts e de indicadores comportamentais que abram as portas a ameaças. Em ultimo caso, nós [Gartner] acreditamos que os fabricantes que se focam na deteção de comportamentos que deixem transparecer as perícias dos atacantes (isto é, táticas e técnicas) vão ser os mais eficientes”.

Nos últimos anos a Sophos desenvolveu produtos que integram a prevenção de ameaças, a análise de comportamentos e a pré-execução de modelos heurísticos. O lançamento do Intercept X acrescentou capacidades anti-exploit e anti-ransonware sem assinaturas com análise de root que podem ser executadas juntamente com os complementares produtos de proteção de endpoints. “Acreditamos que esta constante designação de Líder neste mercado tão competitivo reflete a nossa capacidade de permanente inovação e de disponibilização de produtos de qualidade que respondem ao constante mutável cenário de ameaças. As nossas soluções são testadas não apenas em implementações em clientes em todo o mundo, mas são também avaliadas por terceiros para assegurar a sua eficiência contra as ameaças que – afirma Dan Schiappa, Vice-presidente sénior e Diretor Geral dos grupos de Endpoint and Network Security na Sophos – estão em franco crescimento”.

Schiappa reforça: “A Sophos acredita que a única forma de proteção bem-sucedida contra o crescimento de ameaças sofisticadas passa pela utilização de uma mistura de produtos que funcionam em conjunto partilhando o estado de ameaças e índices de segurança para uma deteção mais rápida e uma resposta mais imediata. Este é o elemento essencial da nossa estratégia de segurança sincronizada. Apenas adotando uma abordagem de “best of breed system” para eliminar as falhas existentes nas tradicionais implementações multi fabricante conseguirão as empresas proteger os seus ativos essenciais de forma mais eficiente. Hoje, incluímos a segurança de rede, a proteção de endpoints e os produtos de encriptação nesta estratégia de segurança sincronizada, e vamos continuar a aumentar as capacidades disponíveis”.

A Sophos continua a disponibilizar a sua estratégia de integração de plataformas de proteção de endpoints e de deteção e resposta na plataforma de gestão Sophos Central para facultar uma solução mais eficiente. O grupo acredita que esta estratégia é consistente com o que o relatório prevê: “Até 2019, as capacidades de EPP e EDR vão juntar-se numa oferta única, eliminando a necessidade de aquisição de produtos topo de gama para todos os ambientes, à exceção dos mais especializados”.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Digital Demand da Bloom Consulting é referência para o World Economic Forum

Desenvolvida para estudar comportamentos e tendências relativamente a marcas-território, a ferramenta Digital Demand da Bloom Consulting revelou-se fundamental na elaboração do Relatório “The Travel & Tourism Competitiveness Report

Siemens abre 109 vagas em Portugal para reforçar as Tecnologias de Informação

A Siemens Portugal tem 109 vagas para perfis tão diversos como BPM Development Specialist, IT Business Tester,Data analyst, SAP HANA developer e Security Engineer, entre outros. Recentemente, a

Estudo da CGI conclui que organizações devem acelerar transformação digital

A nível mundial, as tendências de Mercado demonstram um funcionamento das organizações governamentais e comerciais cada vez mais acelerado, com enfoque em projetos que as encaminhem gradualmente para

Knowledge Inside reforça parceria com Microsoft com nova certificação Silver em dispositivos e implementação

A Knowledge Inside acaba de anunciar a obtenção da competência Microsoft Silver em Devices and Deployment, reforçando o seu know-how e a sua capacidade tecnológica e comprovando o

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *