SIBS PayForward com candidaturas de 18 países

18920
0
Share:

O ‘SIBS PayForward’ já aceitou a candidatura de dezenas de startups de 18 países diferentes e de 7 áreas de atividade no mercado dos serviços financeiros em torno dos pagamentos.

 A cerca de um mês para concluir a fase de candidaturas ao ‘SIBS PayForward’, o acelerador de startups, que resulta da parceria entre a SIBS e a Beta-i, recebeu candidaturas de diferentes países, reforçando o caráter internacional. Para além de Portugal, estão já inscritas startups oriundas de países como a Colômbia, Egipto, França, Irlanda, Israel, Itália, Kuwait, Lituânia, Macedónia, Singapura, Espanha, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos.

O ‘SIBS PayForward’ tem despertado o interesse de startups de várias áreas de atividade, nomeadamente da área de pagamentos e processos, fraude e monitorização, finanças pessoais e gestão de contas bancárias. Tal como pretendido, este programa tem atraído startups constituídas há cerca de 2 anos, com protótipo funcional, que podem ou não já ter utilizadores e vendas ativas.

“Estamos muito satisfeitos com as dezenas de candidaturas aceites no SIBS PayForward, que foram de encontro ao perfil de startups que queríamos cativar. Projetos já com alguma maturidade e atividade no mercado muito interessante”, explica Maria Antónia Saldanha, Diretora de Marca e Comunicação do Grupo SIBS

“O facto de termos conseguido atrair, a cerca de um mês do fim do encerramento das candidaturas, startups de 18 países diferentes e de 7 áreas de atividade no mercado dos serviços financeiros em torno dos pagamentos, diz muito do interesse que este tipo de programa começa a despertar no âmbito internacional” acrescenta Manuel Tangêr, Head of Innovation & Corporate Acceleration e co-fundador da Beta-i.

Uma vez encerradas as inscrições, segue-se a fase de seleção para o “bootcamp”, onde as equipas vão ter acesso a coaching individual, sessões de prática de pitch e a vários workshops & sessões de mentoring, relevantes para o desenvolvimento do modelo de negócios e ajustamento dos produtos ao mercado, no quadro de tópicos escolhidos para cada semana. As startups escolhidas entram depois na etapa de aceleração de dois meses, a decorrer a partir de abril.

O programa inclui ainda o acesso a consultores da SIBS, o que, em conjunto com a rede Beta-i, significa o acesso a uma plataforma de mais de 200 mentores e mais de 500 startups, bem como a eventos de topo dentro desta área.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário