Secretário de Estado da Indústria convida BOLD a integrar grupo de discussão sobre media e entertainment

O Secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, convidou a BOLD International a fazer parte de um grupo de discussão sobre Media Content and Entertainment, que será criado no âmbito do programa Indústria 4.0, para ajudar a compreender os desafios enfrentados atualmente por este setor e encontrar soluções para as empresas desta área se poderem preparar para o futuro. O convite foi feito durante a intervenção do secretário de Estado a propósito da inauguração do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da BOLD International, empresa portuguesa de tecnologias, situado na Torre Fernão de Magalhães, na Avenida D. João II, no Parque das Nações, em Lisboa.

«Gostaríamos de ter mais empresas como a BOLD», afirmou João Vasconcelos, destacando que «500 colaboradores em sete anos é um bom trabalho e a minha presença aqui é reconhecimento disso». Na sua intervenção, o governante defendeu que «empreendedorismo é ter também a capacidade de criar oportunidades de emprego» e referiu que «novas empresas como a BOLD valorizam muito as pessoas».

Para João Vasconcelos, «a tecnologia não é só para engenheiros, é algo que está a ter grande impacto nas nossas vidas, é uma revolução que está a acontecer», e acredita que «Portugal pode ter um papel de liderança nesta revolução, o Web Summit foi a cereja no topo do bolo», considera.

João Vasconcelos entende que o papel do Estado passa por alertar e criar condições para que as empresas se adaptem à nova realidade tecnológica. «O Turismo é o sector onde o digital mais alterou o modelo de negócio», e esta mudança «vai acontecer noutros sectores», avisa. O secretário de Estado explicou que no âmbito do programa Industria 4.0, lançado pelo Governo, estão a ser preparados estudos e a ser desenvolvidas discussões relacionadas com a introdução da tecnologia em diversos sectores, desde o setor fabril à agricultura, passando pelo grupo Media Content and Entertainment, do qual fará parte a BOLD International.

Por sua vez, Bruno Mota, partner e cofundador da BOLD International, destacou na sua intervenção que um dos pilares desta organização «é a nossa missão de construir uma empresa que mostre o verdadeiro potencial dos empreendedores e engenheiros portugueses: “We are driving technology”». O responsável demonstrou o seu orgulho pelo percurso do grupo, com a criação das cinco marcas distintas, «onde estão alocadas cerca de 100 pessoas, unicamente focadas no desenvolvimento de soluções tecnológicas especializadas».

A inauguração contou com a presença de personalidades do mundo tecnológico, entre clientes e parceiros institucionais da BOLD, que assistiram à demonstração de algumas das soluções mais inovadoras, desenvolvidas pelos centros de competência da BOLD. Quatro destes centros estão agora sedeados no centro tecnológico: a Diamond, especializada em marketing digital; a Collide, afeta ao desenvolvimento de videojogos e narrativas interativas; e a Techsensys, responsável pela criação de soluções Internet of Things. O centro de competências da BOLD destinado a soluções de infraestruturas e administração de sistemas, NEOS, mantém-se sediado em Aveiro.

Outra das novidades anunciadas foi, em parceria com o LIDE Mulher, a ação #BOLDmove, que decorreu no exterior do edifício e convidou várias pessoas a saltar num trampolim, a fim de sensibilizar para a coragem e resiliência que os empreendedores apresentam diariamente para concretizar os seus projetos. Por cada salto executado no trampolim, a BOLD comprometeu-se investir cinco euros numa startup tecnológica liderada por mulheres.

Related Post

Leave a Comment:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *