31234 0

Schneider Electric no Top 25 do ranking da Gartner Supply Chain

A Schneider Electric anunciou o seu 17º lugar no Top 25 da Supply Chain da Gartner para 2017, uma posição acima da do ano passado. Os rankings da Gartner identificam os líderes da cadeia de distribuição e destacam as melhores práticas dos responsáveis pelas cadeias de distribuição e organizações estratégicas.

Durante 2016, a operação da cadeia de distribuição de 11 mil milhões de euros da Schneider Electric era composta por 209 fábricas em 44 países e 94 centros de distribuição. A sua força de trabalho de 85.000 pessoas geriu 500.000 referências e processou diariamente 130.000 encomendas.

Acreditamos que o Top 25 da Supply Chain da Gartner reconhece os grandes avanços que continuamos a fazer no nosso percurso plurianual para adaptar a nossa cadeia de distribuição às necessidades dos nossos clientes”, afirma Mourad Tamoud, Executive Vice President, Global Supply Chain Operations da Schneider Electric. “Este é um momento de orgulho para os nossos colaboradores de toda a comunidade da cadeia de distribuição que trabalham incansavelmente para atingir o que pretendemos: construir uma cadeia de distribuição de classe mundial que consiga resolver os desafios energéticos únicos dos nossos clientes. E, no espírito do desenvolvimento contínuo, continuaremos a inovar na operação de última geração para melhor servir os nossos clientes.”

A Gartner identificou os 25 melhores desempenhos para o relatório de 2017 com base em duas componentes principais: desempenho e opinião de negócio, que são somados para uma pontuação composta total. O Top 25 é selecionado entre uma lista principal de empresas nas classificações anuais do Fortune Global 500 e Global 2000.

Os principais resultados da Gartner Supply Chain para 2017 foram apresentados na Conferência Executiva Gartner Supply Chain, que se realizou de 23 a 25 de maio de 2017, em Phoenix (EUA). Estão disponíveis mais informações para os clientes Gartner na seguinte ligação: “The Gartner Supply Chain Top 25 for 2017”.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

QNAP Nomeada CVE Numbering Authority (CNA), Dedicada à Proteção Otimizada de Dados

A QNAP anunciou hoje que a empresa foi designada como uma Common Vulnerability and Exposure (CVE) Numbering Authority pela MITRE Corporation, um instituto internacional de segurança sem fins

Compuworks garante segurança dos clientes da Grant Thornton & Associados

A Grant Thornton & Associados, recorreu à Compuworks para reforçar a segurança da informação dos seus clientes. A solução encontrada passou pela instalação de um software de encriptação,

Startup portuguesa vence financiamento europeu para PMEs

A TWEVO –  uma startup portuguesa fundada por dois investigadores do Instituto de Telecomunicações, Carlos Ribeiro e Mónica Figueiredo – conquistou o financiamento europeu SME Instrument. Avaliado por um

Estudo Infosistema e IDC destaca transformação digital nas seguradoras

A Infosistema em colaboração com a IDC, realizou um estudo sobre “Transformação Digital nas Empresas Seguradoras em Portugal”, com o intuito de consolidar conhecimento sobre os desafios do

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *