Schneider Electric lança primeiro curso de Anti-Contrafação para a IIPCIC

9240
0
Share:

A Schneider Electric acaba de lançar, em parceria com a International IP Crime Investigators College (IIPCIC), uma iniciativa da INTERPOL em colaboração com a UL, o primeiro curso desenvolvido por uma marca para o portfólio de Anti-Contrafação no Setor Privado desta instituição.

Este curso de contrafação de produto foi concebido especificamente para colaboradores de alfândegas aduaneiras e forças de segurança, de forma a terem acesso a informação que permita a identificação de produtos APC, muitas vezes objeto de falsificação.

A plataforma online da IIPCIC tem uma abordagem inovadora no que toca ao fornecimento de informações críticas para as forças de segurança a nível mundial e está na vanguarda da formação contra os crimes de contrafação, um negócio criminoso que representa vários milhares de milhões de euros.

Desenvolvido em conjunto com a UL, o curso Schneider Electric APC Counterfeit Product Identification foca-se em vários pontos-chave para a identificação de UPSs contrafeitas, incluindo informações de contato para as forças de segurança. Autoridades de 31 países diferentes já frequentaram este curso desde o seu lançamento online através do IIPCIC.

“Acabar com a distribuição de produtos contrafeitos é uma preocupação global e uma prioridade para a Schneider Electric. A utilização destes produtos pode ter consequências muito graves para consumidores e empresas, pondo em causa a segurança de pessoas e bens”, referiu Tracy Garner, Manager, Anti-Counterfeiting & Unauthorized Distribuition na Schneider Electric. “A oportunidade de desenvolver este curso para a IIPCIC permitiu-nos chegar à INTERPOL e à UL – permitindo-nos, por um lado, formar os colaboradores de alfândegas e outras autoridades de todo o mundo e, por outro, aumentar de forma exponencial a visibilidade para este problema”.

“Na UL acreditamos que a educação e os programas deformação, como o desenvolvido pela Schneider Electric, ajudam as forças de segurança de todo o mundo na identificação de produtos contrafeitos, sendo um elemento crítico no combate aos crimes de contrafação e na proteção do público em geral contra produtos potencialmente perigosos”, acrescentou Brian Monks, Vice-Presidente de Anti-Counterfeiting Operations da UL.

A Internacional IP Crime Investigators College – IIPCIC é um complexo de formação online interativo contra o crime que beneficia as forças de segurança, as autoridades reguladoras e investigadores de crimes de IP para o setor privado. O programa Trafficking in Illicit Goods and Counterfeiting Program da INTERPOL funciona em colaboração com a UL de forma a providenciar esta importante ferramenta na luta contra o crime. O principal objetivo da IIPCIC é dotar os investigadores das técnicas mais atuais para combater de forma eficaz as ameaças derivadas do crime de IP.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário