Schneider Electric anuncia vencedores Go Green in the City 2015

8008
0
Share:

A Schneider Electric anunciou a equipa vencedora do desafio internacional Go Green in the City: The Pathfinder, equipa da Índia, composta por Mohamad Meraj Shaikh e Spoorthy Kotla, do Instituto de Tecnologia de Kharagpur.

A equipa vencedora Go Green in the City 2015 esteve, na última fase do desafio, em competição com 12 equipas finalistas (compostas no total por 24 participantes), provenientes da Austrália, Brasil, China, França, Índia, Japão, Marrocos, Paquistão, Filipinas, Rússia, Turquia e Estados Unidos da América. Foi anunciada vencedora em Paris, na sede da Schneider Electric, tendo-se destacado pela sua ideia para uma aplicação de gestão eficiente de energia.

Os elementos da equipa The Pathfinder receberam uma viagem VIP através do globo, visitando as instalações e trabalhando em rede com colaboradores e gestores séniores da Schneider Electric, bem como, a oportunidade de iniciarem carreira no Grupo.

Tal como nas edições anteriores, o Go Green in the City desafiou estudantes de todo o mundo a apresentarem case studies focados em soluções de energia para cidades inteligentes. Trabalhando em equipas de dois elementos, compostas obrigatoriamente por um membro do género feminino, apresentaram soluções viáveis para setores críticos de gestão de energia nas cidades, tais como: habitação, universidades, retalho, água e hospitais.

As equipas apresentaram as respetivas ideias para a gestão eficiente de energia a um júri composto por gestores sénior da Schneider Electric. Durante os três dias do evento, os finalistas tiveram a possibilidade de visitar as instalações do Grupo, trabalhando em rede com os colaboradores da Schneider Electric, e frequentando workshops de desenvolvimento de carreira.

Em 5 anos de existência, o Go Green in the City recebeu um total de cerca de 30 000 participantes e expandiu o seu alcance de 8 países, em 2011, para 168 países, em 2015. Ao longo do tempo, a Schneider Electric assistiu a um forte e crescente interesse dos estudantes neste desafio, especialmente por estudantes provenientes das novas economias. Aqueles que participaram pela primeira vez, Butão e República Democrática do Congo, realizaram uma apresentação impressionante no desafio deste ano e verificou-se um aumento de participantes da Índia e da Indonésia.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário