327569 0

SAP torna-se na primeira empresa tecnológica multinacional a receber Certificação em Igualdade de Género

A SAP anunciou ser a primeira empresa tecnológica multinacional a receber o Certificado Internacional para a Igualdade de Género (EDGE – Economic Dividends for Gender Equality), como reconhecimento do seu compromisso e ações no sentido de atingir e manter a diversidade e igualdade de género no local de trabalho.

O certificado EDGE é o principal padrão e metodologia para avaliação do compromisso empresarial no que concerne à igualdade de género. A metodologia de avaliação do EDGE, lançado no Fórum Económico Mundial, distingue-se pelo seu rigor e impacto nos negócios.

A certificação mundial, que requer o cumprimento por parte de 80% dos países, onde a organização possui operações, sejam incluídos no processo de avaliação, foi atribuída após uma análise aos dados da empresa, às práticas relativas ao género e às políticas de emprego, além de terem sido considerados adicionalmente os resultados de um questionário junto dos colaboradores de 12 países. Os critérios analisados ​incluem as práticas de recrutamento e promoção, formação e desenvolvimento da liderança, mentoring, trabalho flexível e, ainda, a cultura da empresa.

“A SAP deve estar na vanguarda para levar os negócios ainda mais além,” afirmou Bill McDermott, CEO da SAP. “Este reconhecimento global representa um marco importante nos nossos contínuos esforços para eliminar o preconceito no local de trabalho. Estamos muito orgulhosos dos nossos investimentos em tecnologia e em programas para impulsionar a inclusão. Esta certificação é mais um passo na nossa liderança sobre esta questão crítica, com o objetivo de ajudarmos o mundo a funcionar melhor e melhorarmos a vida das pessoas”.

A SAP tem o compromisso de ocupar 25% das suas posições de direção com pessoas do sexo feminino até ao final de 2017. Este compromisso é reforçado pela ação, de tal forma que no segundo trimestre de 2016 as mulheres representavam 24,1% da liderança da empresa e 32,5% da totalidade dos colaboradores.

Recentemente, nos EUA, a SAP realizou uma análise sobre a equidade da remuneração dos seus colaboradores, aumentando de forma proactiva a remuneração dos colaboradores que não tinham paridade salarial. Além disso, a SAP anunciou uma nova ferramenta de machine-learning que, entre outras capacidades, deteta desvios e desigualdades nos postos de trabalho.

“A igualdade de género não é uma iniciativa de responsabilidade social corporativa ou simplesmente um benefício cultural,” referiu Stefan Ries, membro da comissão executiva, responsável pelos Recursos Humanos da SAP. “É um fator diferenciador, uma fonte de inovação e impulsionador de receitas para a nossa empresa. Estamos orgulhosos pelo reconhecimento alcançado, mas continuamos empenhados em criar uma cultura em que todos os colaboradores, independentemente da sua origem, possam prosperar. Queremos ser o modelo na indústria de tecnologia que proporciona iguais oportunidades para as mulheres, bem como para os restantes grupos sub-representados e esperamos que outros agentes do mercado sigam o nosso exemplo.”

“A indústria de tecnologias é o lar de muito inovadores mundiais, razão pela qual a diversidade assume uma especial importância e, ao contrário da comunidade tecnológica global que recebe pontuações baixas relativamente à igualdade de género, a SAP lidera entre os seus pares a nível mundial, não só através do seu compromisso como também pelo impacto dos programas implementados. Com o certificado EDGE, de nível mundial, a SAP continua a estabelecer o padrão para a igualdade de género em tecnologia. Aplaudimos os seus esforços para promover uma força de trabalho que facilita uma cultura de diversidade, inclusão e igualdade” referiu Aniela Unguresan, cofundadora da Fundação do Certificado EDGE.

 


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

TOMI chega ao Brasil com investimento de um milhão de euros

A TOMI WORLD abriu recentemente a TOMI BRASIL em São Paulo e a TOMI RIO no Rio de Janeiro, iniciando um processo de internacionalização, onde espera a médio

Estudo revela que as empresas portuguesas admitem que orçamento não chega para definir estratégia de segurança

A IDC e a Cisco anunciam hoje os principais resultados do estudo de segurança levado a cabo junto de mais de 200 empresas do Mercado português e que

Technal lança nova aplicação para tablets

A Technal acaba de lançar a sua primeira aplicação para tablets, disponível em português e concebida para dar resposta às mais exigentes necessidades de arquitetos e instaladores. Com

Enterasys reduz a complexidade do Centro de Dados com OneFabric Data Center

A Enterasys anunciou hoje o lançamento do Enterasys OneFabric Data Center, uma nova solução de rede inteligente orientada especificamente para o Centro de Dados, que simplifica e flexibiliza a

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *