24832 0

S21sec acreditada para projetos de diagnóstico de segurança da informação no âmbito do “Vale Indústria 4.0”

A S21sec foi uma das empresas selecionadas pelo IAPMEI no âmbito da primeira fase de acreditação das entidades para a Prestação de Serviços de Inovação para o “Vale Indústria 4.0”, passando a disponibilizar um conjunto de projetos de diagnóstico nos domínios da segurança da informação e cibersegurança especialmente direcionado às PME nacionais.

De forma a proporcionar aos seus clientes PME um retorno de elevada qualidade destes serviços, a S21sec desenhou e disponibiliza projetos dimensionados de forma a otimizar os subsídios definidos, orientados às necessidades mais comuns das PME, estando acreditada para realizar diagnósticos com subsidiação do Estado Português até 75% e com um limite de 7.500€.

Avaliação Global ISSO 27001 de controlos de segurança, gap analysis do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), avaliação de maturidade de sensibilização da segurança, avaliação de segurança na utilização de serviços cloud, auditorias técnicas e testes de intrusão, e expert advisory em arquiteturas de segurança de informação, são alguns dos serviços que a S21sec vai disponibilizar às empresas candidatas a este incentivo.

João Machado Costa, Head of Sales para Portugal da S21sec acredita que “é uma extraordinária oportunidade para as PME acederem a serviços especializados a um valor alinhado com as suas capacidades, naturalmente inferiores às das grandes empresas que são os típicos clientes destes serviços”.

Pedro Leite, Vice-presidente Portugal da S21sec, responsável por toda a operação nacional mas também pelo Delivery mundial da empresa, considera que “a redefinição de processos e entregáveis realizada, de forma a responder às solicitações de PME com o mesmo nível de qualidade dos projetos maiores que tipicamente desenvolvemos, produzirá resultados excelentes e com um retorno ímpar no panorama nacional“.

Inserido no Programa Operacional Competitividade e Internacionalização – COMPETE 2020 – o Vale Indústria 4.0 é um mecanismo governamental de incentivo à execução de projetos de diagnóstico e produção de recomendações de melhoria que tem como objetivo promover a definição de uma estratégia tecnológica própria das organizações, com vista à melhoria da competitividade das mesmas, alinhada com os princípios da Indústria 4.0.

O objetivo do Governo e da própria CE com esta medida é a transformação digital através da adoção de tecnologias que permitam mudanças disruptivas nos modelos de negócio de PME, como por exemplo, a aquisição de serviços de consultoria com vista à identificação de uma estratégia conducente à adoção de tecnologias e processos associados à Indústria 4.0, nomeadamente nas áreas de desenho e implementação de estratégias aplicadas a canais digitais para gestão de mercados, canais, produtos ou segmentos de cliente; desenho, implementação, otimização de plataformas de Web Content Management (WCM), Campaign Management, Customer Relationship Management e E-Commerce, etc..


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Opensoft vai às universidades recrutar engenheiros informáticos

A Opensoft inicia este mês a Opentour, o seu emblemático roadshow anual que percorre as principais universidades portuguesas e que já vai na 8.a edição. Nesta digressão, a

Findmore Consulting passa a Gold Partner da Microsoft

A Findmore Consulting foi reconhecida, em julho de 2017, como Gold Partner da Microsoft na área de Application Development. Esta empresa portuguesa na área das tecnologias considera que este

Rede 4G da Vodafone é determinante para a avaliação de Portugal

A rede móvel da Vodafone foi distinguida no primeiro estudo sobre o “Estado das Redes Móveis em Portugal”, realizado pela OpenSignal, empresa britânica independente que monitoriza a performance

Grupo Claranet recruta 100 colaboradores até ao final do ano

A Claranet anunciou que, até ao final de 2017, irá contratar cerca de uma centena de colaboradores para as várias empresas que o Grupo detém na Europa, em Portugal,

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *