Rumos lança academia de engenharia de redes e sistemas Microsoft

10472
0
Share:

A partir do dia 21 de janeiro, a Rumos vai aumentar a sua oferta formativa com o lançamento da Academia de Engenharia de Redes e Sistemas Microsoft. Atenta às necessidades do mercado e dos profissionais de TI, a Rumos tem como objetivo lançar um produto inovador e de vanguarda, orientado para o mercado de trabalho, procurando ajudar os profissionais desta área, a manterem-se atualizados, serem competitivos, permitindo-lhes impulsionar a sua carreira.

A Rumos desenvolve formação em tecnologias. A Academia de Engenharia de Redes e Sistemas Microsoft prepara profissionais com competências e capacidade de lidar com aspetos inerentes à administração e gestão de sistemas de informação, bem como de operar num vasto leque de ambientes utilizando o sistema operativo Microsoft Windows Server 2012 e a família de produtos de servidor integrados BackOffice. O conteúdo programático desta academia aposta na preparação teórico-prática de profissionais especializados em Redes e Sistemas.

Com este novo percurso de formação, a Rumos apresenta um produto que pretende dotar os profissionais das mais elevadas competências técnicas, a par de forte formação em SoftSkills garantindo assim uma formação focada e orientada para a realidade das organizações. Esta aposta na área de SoftSkills vem dotar esta formação com competências ao nível da organização e liderança, essenciais para os profissionais de hoje em dia.

A Academia Engenharia de Redes e Sistemas Microsoft é composta por 22 módulos num total de 371 horas conferindo 4 certificações, através de uma formação dividida entre a área de TI e comportamental. Dividido em 3 Academias mais curtas e adaptadas às necessidades e à experiência profissional dos formandos de forma a permitir uma aquisição de conhecimento sustentada e equilibrada.

“No desenvolvimento das Academias Rumos, empenhámo-nos em criar um produto de formação adequado às solicitações do mercado e ambiente conjuntural. Incluímos formação comportamental, para além da tecnológica, apoiada em certificações do fabricante, internacionalmente reconhecidas, e com a possibilidade de frequência de estágio em empresas de TI prestigiadas. Parece-me ser uma fórmula adequada a quem procura emprego e/ou pretende investir numa carreira profissional de sucesso”, explica Jorge Lopes da Rumos.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário