Ricoh debateu estado do panorama livreiro europeu na “London Book Fair”

7568
0
Share:

A Ricoh participou na “London Book Fair 2014”, onde revelou conclusões resultantes do estudo sobre a indústria livreira europeia e os impactos das perturbações impulsionadas pela tecnologia.

Na feira, que teve lugar em Earls Court, Londres, a Ricoh abordou os desafios e as oportunidades resultantes da nova tecnologia e perspetivou as inovações que se avizinham. Especialistas da empresa partilharam também conhecimentos sobre o passado, o presente e o futuro da indústria livreira europeia, complementados pelo novo estudo levado a cabo pela I.T. Strategies e patrocinado pela Ricoh.

O estudo, que inclui entrevistas com importantes editoras europeias, centra-se na atual viabilidade do livro impresso, no seu valor e adequação numa sociedade de comunicações rápidas, bem como na regulamentação europeia que abranda a mudança.

Eis as principais conclusões:

  • Na América do Norte, a impressão de livros está “a passar de impressão offset para digital”;
  • O panorama editorial europeu ainda não sente o mesmo nível de pressão para mudar para a produção digital: “a pressão existe, mas a criação de edições mais pequenas e frequentes, assim como, a regulamentação de preços têm de ser mais flexíveis antes de a impressão de produção digital se tornar realmente necessária”;
  • Existe uma janela de oportunidade: “As gráficas europeias que se prepararem para tornar a sua infraestrutura mais automatizada e digital não terão problemas quando for inevitável mudar para uma produção mais económica”.

Graham Moore, Diretor de Business Development da Ricoh Europa, afirma: “A adaptação plena à era digital é um enorme desafio para qualquer tipo de negócio, especialmente para editoras e gráficas. Estas não estão sozinhas, pois de acordo com um novo estudo da Economist Intelligence Unit, patrocinado pela Ricoh, 71% dos líderes empresariais europeus afirmam que a sua empresa enfrentou problemas moderados ou graves ao nível da tecnologia durante os últimos 3 anos. As editoras e gráficas também enfrentam os seus próprios desafios no que diz respeito a transtornos causados pela alteração dos hábitos de leitura, e-books e modelos de publicação digital.”

Durante o evento, a Ricoh apresentou o seu portefólio de soluções inovadoras para editores de publicações, criadas para dar resposta às necessidades de produção atuais; incluem-se a impressão a pedido em quantidades mais reduzidas, que reduz os custos de armazenamento, e soluções de produção local para baixar as despesas de distribuição. O portefólio é extremamente flexível para assegurar que as editoras produzem conteúdos acessíveis através de um leque de canais e dispositivos. Os especialistas da Ricoh também aconselharam sobre a forma como as editoras podem preparar os seus modelos de negócio para o futuro.

Moore acrescenta: “O estudo da I.T. Strategies destaca alguns desafios e oportunidades interessantes para a indústria livreira europeia. O estudo confirma a nossa própria experiência que mostra que agora seria a altura ideal para as gráficas europeias planearem um futuro digital e tirarem proveito de futuras mudanças impulsionadas pela tecnologia. Foi com satisfação que contribuímos para os debates na London Book Fair e percebemos de que outras formas podemos trabalhar com as editoras, que continuam a adaptar-se aos requisitos dos clientes e às alterações de mercado, ao mesmo tempo que mantêm o seu espírito de inovação”.

Para fazer o download de “The Evolution of the Book Industry: Implications for European Book Manufacturers and Printers” visite: www.ricoh-europe.com/the-evolution-of-the-book-industry


Share:

Deixe o seu comentário