356 0

Responsáveis de TI das empresas receiam perder os avanços na cloud

A Commvault revelou os resultados de um estudo que realizou em colaboração com a CITO Research e que mostra que 81% dos responsáveis de TI (CEOs, CIOs e CTOs) estão preocupados ou muito preocupados com a possibilidade de perder os últimos avanços na cloud.

O estudo conclui que esta preocupação está a levar os líderes de negócio a pôr em marcha a toda velocidade as suas estratégias cloud. Com efeito, 93% dos inquiridos afirmam que estão a migrar pelo menos alguns dos seus processos para a nuvem e, além disso, 56% afirma que já o fez ou que tem intenção de migrar, não só alguns, mas todos os seus processos de negócio para a cloud.

“Este estudo confirma de forma inequívoca que o medo de perder algo na cloud é real e está na mente dos diretores e do pessoal de TI das empresas, que estão a lutar por levar o valor desta nova fronteira tecnológica para as suas organizações, tanto para aumentar o rendimento dos seus recursos informáticos como para que ajude de forma estratégica a aumentar a agilidade do negócio”, afirma Dan Woods, CTO da CITO Research. “O estudo indica que a migração para a cloud está em pleno apogeu, embora as empresas ainda estejam a tentar entender as capacidades da mesma. A proteção de dados e a recuperação são duas áreas fundamentais onde a cloud está a ter um impacto significativo ao nível do negócio”.

“A implementação de tecnologias cloud é uma forma eficaz de avançar na transformação digital das empresas. Os responsáveis e outros líderes do campo das tecnologias da informação estão preocupados em manter-se a par de todos os desenvolvimentos que ocorram no campo da cloud”, afirma Don Foster, diretor sénior de marketing de soluções da Commvault. “Para inovar nesta transformação, as empresas de todos os tamanhos devem ter um conhecimento claro sobre como os novos desenvolvimentos tecnológicos na cloud oferecem formas pragmáticas e eficientes de mover, gerir, proteger e utilizar os dados de forma mais eficiente, quer seja on-premise ou através de um fornecedor cloud. Este estudo revela que o medo de perder “o comboio” na área da cloud é real e consistente com o que estamos a ver na Commvault. Os nossos clientes, com efeito, confiam em nós como parceiro estratégico, com a única plataforma de gestão de dados no mercado que lhes permite mover, gerir e utilizar os dados através de localizações on-premise e na cloud”.

O estudo mostra que 75% dos responsáveis de TI vêm o backup e a proteção de dados como um dos projetos na cloud que está a ter mais impacto no seu negócio – mais que qualquer outro projeto cloud. De qualquer maneira, apesar de considerarem a proteção de dados e o backup como o caso de uso com mais impacto na cloud, 63% estão preocupados com a sua capacidade de recuperar os dados rapidamente a partir da cloud. “A nossa experiência diz-nos que estes temores provêm de clientes que entendem que necessitam de algo mais do que ferramentas nativas para um nível básico de backup”, continua Foster. “Os clientes têm cada vez mais consciência de que precisam um backup e recuperação holísticos, com a segurança de que, independentemente de onde residam os dados – on-premise ou na cloud – estes estão protegidos e são recuperáveis de uma forma adequada”.

Outros resultados do estudo afirmam que:

  • As maiores barreiras para migrar mais apps para a cloud são:
    • O grande volume de dados (68%)
    • Falta de formação por parte dos colaboradores para levar a cabo a migração (65%)
    • Políticas sobre dados na cloud e on-premise (55%)
  • Investimento para a migração para a cloud: 87% dos inquiridos planeiam atribuir mais orçamento à cloud para o próximo ano. Só 4% dizem que investirão menos.
  • Segurança de dados e recuperação: 91% dizem ter implementado proteção de dados para aplicações SaaS ou na cloud.
  • Principais razões dos clientes para migrar para a cloud:
    • Agilidade de negócio: 33%
    • Poupança de custos: 22%
    • Inovação e desenvolvimento de novas apps, produtos e serviços: 20%

Para estes responsáveis, a migração para a cloud é tão positiva como importante. Só um 1% dos inquiridos descreveram a sua viagem para a cloud como frustrante, e 13% descreveram esta experiência como cara. Segundo o estudo, 51% classificam a migração como inovadora e 35% como excitante.

“Na administração pública necessitamos de muita flexibilidade para nos adaptarmos à mudança”, afirma Jon Walton, CIO do Condado de San Mateo, na Califórnia. “As necessidades vão mudando e os prazos de aprovação e financiamento são longos. Ao mesmo tempo, queremos que os nossos contribuintes vejam que os seus impostos estão a ser bem utilizados. Este estudo valida a estratégia que decidimos levar a cabo há alguns anos, adotando tecnologias que estão à frente das tendências mais disruptivas em TI. Ao criar uma infraestrutura híbrida que incorpora tanto a cloud privada, a sua infraestrutura preexistente e os serviços cloud públicos, as workloads e os dados podem ser movidos facilmente entre as diferentes infraestruturas, o que permite ao Condado utilizar o que ofereça a melhor combinação de preço/rendimento, ao mesmo tempo que assegura um acesso melhorado à informação crítica, o que nos permite atuar com fluidez”.

Walton irá juntar-se a responsáveis, clientes, parceiros da Commvault e outros líderes para falar sobre esta e outras matérias relacionadas com a gestão de dados no Commvault GO 2017, o evento mais importante da indústria dedicado à proteção e ativação dos dados, que terá lugar em Washington, de 6 a 8 de novembro. Pode encontrar mais informação sobre como o Condado de San Mateo utiliza a tecnologia da Commvault na sua estratégia cloud neste link.

Related Post

Exclusive Group

Leave a Comment:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *