13968 0

Radares da Indra reforçam gestão do espaço Aéreo Chinês

A Indra acaba de assinar novos contratos para colocar os seus sistemas de vigilância radar na China. A empresa vai implementar cinco sistemas que irão reforçar o controlo do espaço aéreo em Xangai, prestando serviço à região este de China. Para além disto, irá também colocar sistemas de vigilância na zona centro-sul e em Yichuan, e ampliará o centro de controlo na rota de Xian. O valor global destes contratos ronda os 11 milhões de dólares.

Em 2010, a Indra já tinha conseguido um importante contrato para implementar 30 sistemas radar neste país, que controlam atualmente cerca de 60% do céu chinês.

Agora, a East China Air Traffic Management Bureau (ATMB), uma das sete regiões em que se divide o ATMB da Autoridade de Aviação Civil Chinesa (CAAC), encarregou-a da implementação de outros cinco radares secundários modo S, a tecnologia mais avançada na identificação de aeronaves. Estes sistemas vão reforçar o controlo do espaço aéreo da zona este da China, melhorando o fluxo do tráfego que se dirige para esta região.

Este contrato junta-se ao já adjudicado à Indra pela Middle South ATMB, para fixar um radar secundário modo S que irá cobrir a zona do Mar da China e ainda ao encomendado pela Northwest ATMB, para implementar outro sistema deste tipo em Yinchuan.

A Indra conta com o apoio da sua filial em Pequim e com uma equipa de profissionais especializados em sistemas de tráfego aéreo neste país para pôr em funcionamento os seus radares e prestar o apoio técnico necessário. A companhia irá ainda responsabilizar-se por formar o pessoal técnico da ATMB que vai operar os sistemas, de modo a assegurar o maior rendimento possível desta tecnologia.

Xian ganha controlo

A estes novos contratos de implementação de radares, há a acrescentar o facto de a Indra ter ganho o projeto de ampliação da capacidade do centro de controlo de Xian (ACC).

Os centros de controlo de Xian e de Chengdú gerem, desde 2013, o tráfego aéreo com os avançados sistemas de automatização implementados pela companhia.

O centro de Xian gere o espaço aéreo da região de Shaanxi, à qual pertence Xian, assim como o das províncias vizinhas de Ningxia e Gansu. Agora, a Indra dotará este centro das posições de controlo aéreo necessárias para que este possa também gerir o espaço aéreo superior de Lanzhou e reforce a gestão de rota e aproximação em Xian.

Relativamente ao centro de controlo de Chengdú, é um dos centros mais importantes da China. É a partir dele que se comanda o tráfego no espaço aéreo superior de cinco regiões do sudoeste do país (Yunnan, Tibete, Chongqing e Guizhou, e ainda o da própria Sichuan, província da qual Chengdu é capital). Com os equipamentos da Indra, o centro controla uma extensão equivalente à de toda a Europa Ocidental. É ainda uma zona de passagem chave para as rotas que unem a Europa a região da Ásia-Pacífico.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

CESCE SI fortalece portfolio com novas soluções convergentes para ambientes a correr SAP HANA

A CESCE SI anunciou o fortalecimento do seu portfolio com o lançamento de novas e melhoradas soluções convergentes, apresentadas pela sua parceira de negócios – Hitachi Data Systems

INDRA com novidades na área de integração documental electrónica

A Indra anunciou novos serviços na área de intercâmbio eletrónico de documentos, o envio de faturas e a comunicação da guia virtual de transporte de mercadorias à Autoridade

Qlik pelo quinto ano consecutivo entre os líderes do Quadrante Mágico de Plataformas de Business Intelligence e Analytics da Gartne

A Qlik anuncia que foi novamente posicionada pela Gartner, Inc. no Quadrante de Líderes do relatório de 2015 do Quadrante Mágico de Plataformas de Business Intelligence e Analítica.  Este é,

RIM recebe aprovação da VISA para Solução de Pagamentos Móveis

A Research In Motion anunciou a aprovação da solução Secure Element Manager (SEM) para pagamentos móveis NFC (Near Field Communication), pela rede Visa. A SEM da RIM é

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *