Quidgest novamente distinguida como PME Excelência

8096
0
Share:

A Quidgest acaba de ser distinguida com o estatuto de PME Excelência 2014, que visa reconhecer o mérito de pequenas e médias empresas com perfis de desempenho superiores. A Cerimónia oficial de atribuição deste estatuto decorreu ontem, em Santa Maria da Feira, e contou com as presenças de Miguel Cruz, Presidente do IAPMEI, António Pires de Lima, Ministro da Economia, e Paulo Portas, Vice-Primeiro-Ministro.

Criado pelo IAPMEI (Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação), o Estatuto PME Excelência visa conferir notoriedade e otimizar condições de financiamento e de reforço competitivo ao segmento das PME com perfis de risco superiores que, pelas suas estratégias de crescimento, constituem alavancas importantes do desenvolvimento económico do País. De acordo com o IAPMEI, associadas ao estatuto estão “condições de maior facilidade no acesso ao crédito, melhores condições de financiamento e de aquisição de produtos ou serviços, facilitação na relação com a Banca e a Administração Pública, e um certificado de qualidade na sua relação com o mercado.”

Para João Paulo Carvalho, Administrador da Quidgest, esta distinção surge como resultado do crescimento sustentado da Quidgest nos últimos anos, fruto da estratégia de internacionalização e da capacidade de criar soluções exclusivas, de forma a responder às necessidades dos clientes: “através da plataforma de geração automática Genio, eliminamos as tarefas repetitivas, que não acrescentam valor ou que podem ser executadas por máquinas, e concentramo-nos no que permite ao nosso cliente reduzir custos, aumentar a produtividade, ser mais ágil e ter sucesso mais rapidamente, chegar a mais mercados e fornececer produtos e serviços de excelência”, explica João Paulo Carvalho.

O estatuto PME Excelência é atribuído anualmente, a partir do universo das PME Líder. Para além do IAPMEI, a iniciativa conta com a parceria do Turismo de Portugal, I.P. e dos principais bancos a operar no mercado nacional, entre os quais, a Caixa Geral de Depósitos.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário