34629 0

QNAP Linux Station totalmente integrada com Ubuntu 16.04 LTS para aplicações multimédia NAS completas

A QNAP anunciou hoje que a QNAP Linux Station está totalmente integrada com o Ubuntu 16.04 LTS para oferecer aplicações multimédia completas. Com saída HDMI, o QNAP NAS transforma-se em mais do que um simples sistema de armazenamento, oferecendo uma solução PC cinema-em-casa para uma experiência de entretenimento plena.

Desde o lançamento da HD Station que a QNAP tem vindo a focar-se mais na integração de plataformas e serviços de código aberto. Considerando o crescimento rápido do desenvolvimento do software e aplicações multimédia, a QNAP Linux Station está agora integrada com o sistema operativo Ubuntu 16.04 LTS, permitindo que os utilizadores façam download e instalem apps versáteis a partir do Ubuntu Software Center.

“A QNAP está empenhada a manter-se a par das tendências de desenvolvimento de software e em oferecer melhor integração de serviços. Ao usar a Linux Station com Ubuntu, os nossos utilizadores podem desfrutar de numerosas apps prontas a usar de entretenimento e produtividade”, disse a propósito Marcus Yang, Gestor de Produto na QNAP. Os utilizadores podem descarregar várias apps multimédia a partir do Ubuntu Software Center, incluindo Plex Media Server, KMPlayer, LibreOffice, VLC, entre outras. Com a saída HDMI, o QNAP NAS com Linux Station pode ser usado como um PC para maior potencial de produtividade e entretenimento.”

Requisitos do sistema

  • A Linux Station requer um QNAP NAS com pelo menos 4GB RAM. Modelos suportados incluem: TVS-x82, TVS-ECx80, TS-x79, TVS-x73, TVS-x71, TS-x70, TVS-x63+, TVS-x63, TS-x53A, TS-x53Pro,TBS-453A, TS-x51+, TS-x51A e o TS-x51 series.

Container Station v1.5.1343 (ou mais recente) deve estar instalado no NAS.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Olisipo desafia liderança do mercado da formação IT em Portugal

A Olisipo acaba de lançar a Olisipo Learning – a sua nova área de formação IT. Com esta iniciativa, a Olisipo pretende responder às necessidades sentidas no mercado

Cientistas da IBM distinguem pela primeira vez ligações moleculares individuais

Cientistas da IBM conseguiram pela primeira vez desvendar as ligações químicas existentes em moléculas individuais, utilizando uma técnica conhecida como microscopia de força atómica (AFM, em inglês). A

Indra alia-se a projecto eVACUATE

A Indra assume a liderança técnica do eVACUATE, um projeto europeu de R&D&i que visa garantir a segurança dos cidadãos em operações de evacuação de locais e infraestruturas

Sector das TIC: nascem três empresas por cada encerramento

A Radiografia do Sector das Tecnologias e da Comunicação (TIC) em Portugal elaborada pela Informa D&B descreve um sector dinâmico, jovem e com um perfil exportador mais acelerado

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *