PT inaugurou hoje um novo Data Centre na Covilhã

20680
0
Share:

A Portugal Telecom anunciou hoje a inauguração de seu Data Centre na Covilhã. O Data Centre da PT é um dos maiores, mais eficientes e ecológicos data centres do mundo e ocupa uma área total de 75.500 metros quadrados. É modular, composto por quatro blocos e tem capacidade de até 12.000 metros quadrados de espaço de IT. O primeiro bloco, inaugurado hoje, tem seis salas com 520 metros quadrados e um PUE (Power Usage Effectiveness) de 1,25. A PT solicitou a certificação LEED – Platinum para os edifícios de serviços de apoio e LEED – Gold para o bloco do Data Centre. Este PUE sólido, face a um PUE médio da indústria de 1,88, permitirá uma maior sustentabilidade e competitividade. O cenário ambiental único do Data Centre permite o uso do sistema de free cooling durante 99% do ano. A utilização de tecnologia e infraestrutura de alta segurança, projetada para assegurar uma disponibilidade anual de 99,98%, permitiu a obtenção da certificação Tier III pelo Uptime Institute. Este investimento, de 90 milhões de euros na primeira e segunda fases, vai criar 1.400 postos de trabalho, diretos e indiretos. Com esta inauguração, a capacidade de rede do Data Centre, composta por oito data centres, vai aumentar de 14 mil para 26 mil metros quadrados de white space, de 6 mil para 56 mil servidores e de 3 para 33 Pbytes de armazenamento.

004A0777

O Data Centre da PT, na Covilhã, é um investimento de referência que, em grande medida, preenche o ciclo de transformação tecnológica da PT, iniciada em 2008 com o lançamento do MEO, a oferta de sucesso de televisão por subscrição da PT. A PT acredita que a rede é um ativo diferenciado e a sua vantagem competitiva estrutural é sustentada pelos seus investimentos em tecnologia, incluindo: (1) a rede de transmissão de fibra que suporta 100Gbps; (2) a rede de acesso FTTH (fibre to the home, fibra até casa do cliente), com uma cobertura de 1,6 milhões de casas (distinguida com o prémio para a melhor implementação e operação de FTTH, em 2012, pelo FTTH Council Europe), e que já tem uma penetração de 23% nas casas passadas e de 28% na base de clientes de televisão por subscrição; (3) uma rede 4G-LTE com uma cobertura de mais de 90% da população portuguesa, e (4) backhaul móvel de fibra, cobrindo 92% das estações base. O investimento em tecnologia e inovação permitiu à PT transformar a sua oferta, com o lançamento da televisão por subscrição e serviços triple-play. Como resultado, o MEO alcançou a liderança no triple-play apenas quatro anos após o seu lançamento, com uma quota de mercado de 47% e uma quota de mercado de 40,4% no mercado de televisão por subscrição. A transformação da PT também incluiu o enfoque nos dados móveis e no conteúdo em qualquer lugar. Aproveitando a sua liderança tecnológica, a PT lançou a primeiro oferta verdadeiramente convergente quadruple-play, M4O, que está a ganhar força no mercado, tendo atingido um milhão de UGRs (unidades geradoras de receita) em agosto de 2013, dos quais 40% são novos UGRs para a PT. Como resultado, a PT transformou o seu modelo de negócio aumentando a relevância dos serviços de valor acrescentado bem como a previsibilidade do negócio. Mais de 50% das receitas da PT em Portugal são receitas não-voz e a empresa está a conduzir uma grande transformação nos segmentos B2C e B2B, da televisão por subscrição e convergência para a virtualização e outsourcing.

004A0711-1


Share:

Deixe o seu comentário