Projeto Living Usability Lab liderado pela Microsoft

9504
0
Share:

A Microsoft Portugal apresentou esta manhã à comunidade científica e ao público em geral os resultados do Projeto QREN 7900 Living Usability Lab, liderado pelo MLDC (Microsoft Language Development Center) e que teve como principal objetivo o desenvolvimento de serviços e soluções tecnológicas, sob a forma de uma rede de laboratórios vivos suportado em redes de nova geração, dirigidos aos cidadãos seniores e aqueles com mobilidade reduzida. O projeto pretende combater o isolamento e a infoexclusão, contribuindo para aumentar a qualidade de vida, saúde, bem-estar e segurança em ambiente doméstico, das comunidades dos idosos e dos deficientes motores, proporcionando condições para um envelhecimento ativo.

O projeto envolveu mais de 1011 idosos a nível nacional, 30 instituições, incluindo 25 universidades seniores das regiões de Lisboa, Oeiras, Cascais e Porto e uma instituição particular de solidariedade social (Associação Salvador) que atua na área da deficiência motora, no desenvolvimento de soluções tecnológicas em três cenários principais:

Health@Home (saúde em casa), através do desenvolvimento de serviços de prevenção e promoção da saúde para cidadãos idosos e outros que se mantêm nas suas casas, como o serviço de tele-reabilitação que permite ao cidadão realizar consultas e exercícios de reabilitação, monitorizados em tempo real por um profissional de saúde remoto, ou um conjunto de sensores de sinais vitais, que permitem o acompanhamento personalizado e contínuo do seu estado de saúde e atividade física;

Connect@Home (ligado em casa), mediante a avaliação e disponibilização de serviços, através de um assistente pessoal virtual, o qual recorre à interação natural do cidadão com o computador (utilizando modalidades como a fala, toque, gesto, teclado e rato) e à capacidade de adaptação ao contexto (características de luminosidade e ruído ambientes, limitações visuais e auditivas do utilizador, localização), para o manter ligado à sua rede social (Youtube, Facebook ou Twitter), profissional e familiar.

Secure@Home (segurança em casa), tecnologias e serviços que possibilitam o controlo e a automação da casa, identificando, prevenindo e alertando para situações de risco e visando o conforto e a segurança doméstica do cidadão, donde se destaca um robot pessoal, um serviço de localização e deteção de movimento e um conjunto de sensores e atuadores de controlo domótico.

De acordo com Miguel Sales Dias, Diretor do Centro de Investigação e Desenvolvimento da Microsoft Portugal , “o projeto nacional de I&D“ colaborativa “QREN 7900 Living Usability Lab”, que a Microsoft tem liderado nestes últimos 2 anos, vai disponibilizar à comunidade científica, à indústria e à sociedade, uma rede nacional de laboratórios vivos, onde os cidadãos podem experimentar e avaliar a usabilidade de tecnologias e serviços em cenários reais, que incluem serviços de comunicação audiovisual e entretenimento, serviços de prevenção e promoção da saúde para cidadãos que se mantêm nas suas casas, ou ainda serviços de gestão automática do ambiente doméstico. Um dos focos do projeto foi o desenvolvimento de tecnologias de interação natural com o computador, especialmente adaptados àqueles cidadãos que têm sido mais esquecidos no acesso aos serviços fundamentais e tecnologias da Internet: as pessoas idosas e aquelas com deficiência motora. É mais um exemplo da aplicação da I&D em colaboração Nacional à cidadania ativa dos cidadãos, uma estratégia muito cara para a Microsoft”, conclui este dirigente.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário