PRIMAVERA Cria Nova Área de Negócio com Aposta no Business Analytics

10384
0
Share:

A tecnológica portuguesa PRIMAVERA BSS anunciou o lançamento de uma nova área de negócio, especializada em Business Analytics.

A nova unidade de negócio será suportada por tecnologia desenvolvida pela própria PRIMAVERA (o PRIMAVERA Business Analytics), resultado de investimentos feitos nos últimos três anos superiores a um milhão de euros.

Com a nova solução, a PRIMAVERA visa servir os seus atuais clientes de média e grande dimensão, mas também clientes de soluções de outros fabricantes. A tecnológica espera atingir, nos próximos três anos, com esta nova área de negócio uma faturação de 2 milhões de euros referentes a licenças e serviços.

O PRIMAVERA Business Analytics diferencia-se de outras soluções existentes no mercado pela rapidez e baixo custo das implementações, mas também pelos custos de propriedade das soluções, custos esses que devem posicionar-se até 30% abaixo dos standards de mercado.

O PRIMAVERA Business Analytics é uma aplicação analítica de negócio que permite às empresas definir estratégias e tomar decisões com base em informação analítica atualizada de forma permanente. A solução gere também informação detalhada, passando pela gestão simplificada e automatizada de indicadores e culminando na gestão de indicadores-chave de desempenho e alinhamento estratégico da empresa. O PRIMAVERA Business Analytics é por isso uma importante ferramenta de suporte à decisão que disponibiliza mecanismos ágeis de implementação que garantem baixos custos na adequação a qualquer sistema de informação.

Com um vasto conjunto de análises e indicadores organizados em poderosos dashboards, o PRIMAVERA Business Analytics proporciona baixos custos totais de propriedade devido à inclusão de cenários prontos a usar e de modelos predefinidos de acesso às bases de dados PRIMAVERA. Além disso, reduz significativamente as necessidades de desenvolvimentos adicionais, adequando-se facilmente às necessidades específicas de cada empresa.

“Esta é uma oferta que a PRIMAVERA perseguia há algum tempo, de modo a satisfazer de forma integral os seus maiores clientes e parceiros de negócio. O crescimento desta área de negócio em todo o mundo é consistente e atrativo e resulta da aplicação de novos paradigmas que fazem de todo e qualquer colaborador de uma organização um decisor e potencial utilizador de informação gerada por este tipo de soluções”, afirma David Afonso, Vice President da PRIMAVERA BSS. “Através da nossa solução ELEVATION Mobile, já começámos a entregar a todo e qualquer colaborador de uma organização informação relevante para o seu trabalho e processo de decisão. A todo o momento, vamos reforçar as funcionalidades dessa App com informação que tem origem na tecnologia por nós desenvolvida no âmbito do Business Intelligence. Por essa via, democratizaremos o Business Analytics como já fizemos com outras áreas da gestão empresarial”.

Inovações Diferenciadoras com Custos Baixos

A instalação do sistema é simples, obtendo-se mediante um processo automático de instalação.

O estabelecimento de Standards permite distribuir, de base, um conjunto de análises e indicadores genéricos potenciando economias de escala e disseminando boas práticas do mercado.

Um conceito inovador de Solutions permite “empacotar” cenários de análise automatizando totalmente a implementação de funcionalidades no sistema, bem como a sua atualização, e a criação de modelos de análise feitas por empresas terceiras.

Uma outra inovação denominada Writeback permite escrever dados no sistema analítico garantindo de forma fluída a introdução de objetivos, valores de indicadores, previsões, dados de transações não tratadas por sistemas de informação, entre outros.

A disponibilização de modelos de recolha de dados pré-configurados para bases de dados PRIMAVERA, ou Adapters, elimina os custos de configuração e manutenção das integrações de dados do software de gestão empresarial (ERP).

Outro conceito inovador denominado por Custom Dimensions permite a criação de novas dimensões no sistema de forma totalmente automatizada e alheia de conhecimentos tecnológicos avançados. Isto possibilita que sejam os próprios utilizadores (com as devidas permissões) a decidir e a criar novas perspetivas de análise no sistema (por exemplo, passar a incorporar no sistema uma análise por unidade de negócio).


Share:

Deixe o seu comentário