49373 0

Portugal ocupa a 13ª posição no Ranking Mundial de competências de Inglês

A EF Education First divulga hoje os resultados da 5ª edição do EF English Proficiency Index (EF EPI) – o maior ranking realizado a nível mundial sobre competências de inglês. O estudo identifica tendências de aprendizagem da língua inglesa a nível regional e global, analisando ainda a relação entre países no que se refere aos níveis de proficiência em inglês e a sua competitividade económica.

Publicado anualmente pela EF Education First, o estudo envolveu este ano 70 países e 910 mil alunos de inglês adultos em todo o mundo, incluindo Portugal, que este ano se posiciona no 13º lugar, subindo 8 lugares no ranking relativamente ao ano passado. A Suécia, Holanda, Dinamarca, Noruega e Finlândia ocupam as cinco primeiras posições, liderando o ranking, à semelhança de 2014.

Depois da quebra do ano passado, o nível de inglês em Portugal sobe substancialmente em 2015, ficando muito próximo do Top 10 e aproximando-se dos países com maior proficiência de inglês na Europa, passando de um nível moderado, em 2014, para um nível alto, em 2015.

O estudo internacional revela ainda que, surpreendentemente, o nível de proficiência de inglês em Portugal é bastante elevado, tendo em conta que o país tem uma das médias mais baixas de anos de escolaridade da Europa. Este nível de inglês encontra-se sobretudo relacionado com as políticas de escolaridade adotadas em 1989, que tornaram a língua inglesa numa disciplina obrigatória no ensino básico. O EF EPI realça a importância de perceber o estado do ensino e é um complemento ao Portal de Estatísticas da Educação, lançado pelo Ministério da Educação no início deste ano. Em 2016, o inglês passará a constituir matéria de exame obrigatório no 9º ano, efetivando substancialmente a importância do inglês na educação em Portugal.

O estudo também demostra que houve uma melhoria significativa da proficiência de inglês em Portugal desde 2007, mantendo-se um nível de crescimento regular em comparação com os países vizinhos. Comparativamente ao ano passado, Portugal foi o 3º país com maior crescimento ao nível de proficiência de inglês.

EF Education First_Infografia_Inovação.png

Além da análise do índice de inglês, a 5ª edição do EF EPI demonstra uma correlação positiva entre as competências da língua com fatores socioeconómicos, nomeadamente o desenvolvimento e a situação económica dos países, a internacionalização e exportação, o desenvolvimento dos negócios, a qualidade de vida do país, a educação pública e a tecnologia. O relatório também conclui que o Inglês deixou de ser uma competência de luxo, para ser cada vez mais uma competência nuclear na procura de emprego e nas carreiras profissionais.

Neste estudo verifica-se que o Top 10 continua a ser composto por países europeus, pois são os que mais apostam no desenvolvimento das competências linguísticas, nomeadamente o inglês.

“O EF EPI demonstra a importância que a recolha desta informação tem para influenciar as políticas educacionais, as decisões de investimento e as práticas desenvolvidas nas salas de aula”, refere Constança Oliveira e Sousa, Diretora Geral da EF Education First em Portugal. “Estamos muito entusiasmados porque este ano o EF EPI vai começar a incorporar dados do EF Standard English Test, que está a revolucionar a indústria de certificação por se tratar do primeiro teste de Inglês standard gratuito, a nível mundial.”

Desta forma, a EF Education First lança o EF Standard English Test (EFSET), de forma a oferecer aos dois mil milhões de alunos de inglês um teste standardizado e de elevada qualidade, conveniente e acessível. Disponível online em www.efset.org, o EFSET é gratuito e é uma ferramenta valiosa para indivíduos, governos, universidades e empresas.

Dois estudos correlacionados recentes afirmam que o EFSET é tão fiável quanto o TOEFL e o IELTS, os testes mais utilizados a nível mundial para certificar a proficiência de inglês. Investigadores da Harvard Graduate School of Education usaram o EFSET para estudos de línguas e o Linkedin já disponibiliza o EFSET aos seus utilizadores para certificarem o seu inglês. Os dados EFSET serão utilizados em futuras edições do EF EPI e irão consolidar o EF EPI como uma referência internacional da proficiência de Inglês para adultos.

Outras conclusões relevantes da 5ª edição EF EPI 2015 indicam que:

  • Os países europeus, particularmente os países do norte, continuam a superar outras regiões, ocupando os 10 lugares de topo do ranking
  • O Médio Oriente e o Norte de África são as únicas regiões que registaram uma evolução negativa na proficiência de Inglês
  • O relatório analisa pela primeira vez a ligação entre a proficiência em Inglês de cada país e o nível de inovação na sua economia e conclui que existe uma correlação positiva entre as competências da língua e os fatores socioeconómicos.

O ranking EF EPI 2015 encontra-se abaixo. O relatório EF EPI e as análises adicionais estão disponíveis em: http://www.ef.com/epi/


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Rolling Space distribui soluções de backup na cloud baseadas na tecnologia Ctera

A Rolling Space vai passar a distribuir soluções tecnológicas Ctera, como forma de alargamento do seu portfolio e respondendo a novas áreas de mercado e necessidades empresariais. A

Duis suspendisse scelerisque rhoncus interdum

Cursus potenti pede netus risus platea. Duis suspendisse scelerisque rhoncus interdum, pharetra maecenas lorem quis. Rhoncus. Nulla vulputate litora primis, sollicitudin donec auctor sociosqu sociis ligula etiam Lectus

MicroStrategy Analytics e Mobile já disponíveis na Amazon

A MicroStrategy lançou as plataformas Analytics e Mobile no AWS (Amazon Web Services) Marketplace com base numa subscrição a partir de 1 dólar/hora (valor sujeito a taxas de infraestrutura

Prémios à Eficácia atingem novo recorde com 110 casos inscritos

São 110 os casos inscritos na décima primeira edição dos Prémios à Eficácia da Comunicação. A Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN) e o Grupo Consultores, organizadores desta iniciativa,

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *