Paul Otellini, CEO da Intel, reforma-se em Maio

9152
0
Share:

A Intel Corporation anunciou hoje que o presidente e CEO da empresa, Paul Otellini, decidiu reformar-se enquanto colaborador e director a partir da reunião anual da empresa com os seus stakeholders, que terá lugar em Maio. Este anúncio marca o início de uma transição calma de liderança que irá decorrer nos próximos seis meses. A decisão de Otellini marca o fim de uma carreira notável de quase 40 anos de serviço contínuo prestado à empresa e aos seus accionistas.

“O Paul Otellini tem sido um líder muito forte; é o quinto CEO da empresa em 45 anos da grande história da empresa e geriu a empresa ao longo de vários anos de desafios e perante diferentes transições de mercado”, afirmou Andy Bryant, Presidente do Conselho. “O conselho está bastante grato pelas suas inúmeras contribuições à empresa e pelo mandato distinto como CEO ao longo destes últimos oito anos”.

“Tive o privilégio de liderar uma das maiores empresas do mundo”, disse Otellini. “Depois de quase quatro décadas na empresa e de oito anos como CEO, chegou a altura de seguir em frente e de passar o testemunho a uma nova geração de líderes. Estou ansioso por trabalhar com o Andy, com o conselho e com a equipa de gestão durante este período de transição de seis meses, e de estar disponível como conselheiro de gestão depois de me reformar como CEO”.

O Conselho de Administração irá gerir o processo de escolha do sucessor de Paul Otellini e considerar candidatos internos e externos para o cargo.

A empresa anunciou igualmente que o Conselho de Administração aprovou a promoção de três executivos para o cargo de Vice-Presidente executivo: Renee James, Director de negócios de software da Intel; Brian Krzanich, Director de Operações e Director de produção em todo o mundo, e Stacy Smith , Director Financeiro e Director de estratégia corporativa.

Durante o mandato de Otellini como CEO – desde o segundo trimestre de 2005 até o terceiro trimestre de 2012 – a Intel:

• Gerou 107 mil milhões de dólares a partir de operações

• Fez 23.5 mil milhões de dólares em pagamentos de dividendos

• Aumentou 181% do dividendo trimestral, de 0,08 dólares a 0,225 dólares.

A partir do final de 2005 até o final de 2011, a Intel registou números recordes em termos de receita e lucro líquido. Durante este período, a receita anual cresceu de 38,8 mil milhões de dólares para 54 mil milhões de dólares, sendo que o lucro anual por acção cresceu de 1,40 dólares para 2,39 dólares.

Para além do desempenho financeiro, a Intel, alcançou marcos notáveis em áreas de importância estratégica sob a liderança de Paul Otellini. Durante este período, a empresa:

  • Transformou as operações e a estrutura de custos para um crescimento a longo prazo;
  • Alcançou inovações, incluindo o portão High-K/Metal e o actual transístor 3D Tri-gate, registando igualmente grandes melhoramentos ao nível da eficiência energética dos processadores da Intel;
  • Reinventou o PC com os dispositivos Ultrabook ;
  • Alargou fortemente as suas parcerias de negócio e realizou aquisições estratégicas que expandiram a presença da Intel nas áreas da segurança, software e comunicações móveis;
  • Disponibilizou para venda os primeiros smartphones e tablets com o “Intel Inside”;
  • Aumentou a vasta rede da computação baseada em nuvem, construída com produtos Intel.

Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário