Opinião: Paixão, Envolvimento e Comprometimento

19976
0
Share:

Paixão, Envolvimento e Comprometimento: as três ferramentas mais importantes na estratégia atual das empresas de tecnologias de informação?

Este é um tema que raras empresas têm em mente no ato da contratação e na procura pelos seus futuros colaboradores. Mas porque é assim tão importante?

As empresas ligadas às tecnologias de informação (principalmente as de consultoria e outsourcing) focam-se essencialmente nas habilitações e no conhecimento técnico dos seus atuais e futuros colaboradores. É importante sim, mas além disto, o grande diferencial é percebido através da atitude do envolvimento e do comprometimento dos profissionais genuinamente envolvidos para com a empresa. Este processo começa logo no primeiro contato em que se inicia a seleção e recrutamento. É nesse momento, que a empresa deve passar valores e cultura da empresa aos seus futuros colaboradores.

A cultura da organização deve ser transmitida de imediato ao candidato como estratégia da empresa. Quando focamos a cultura como estratégia da empresa, haverá candidatos que não se ajustarão, apesar do seu “Know-how”, reduzindo assim no futuro os “desajustes” culturais com todos os custos humanos, sociais e financeiros associados.

A maioria das empresas neste mercado foca-se na compensação monetária do candidato ou nos “grandes discursos” do tipo “… a minha empresa tem projetos no mundo inteiro, e vamos ter 30 novos escritórios, aqui e acolá….em 2020 seremos milhares…bla bla…..”, mas depois falta o mais importante : “ … afinal, o que vou eu ser neste espaço? Nesta equipa? Como vou ser tratado? Como será o envolvimento e comprometimento que a organização vai depositar em mim? Que programas de desenvolvimento profissional, organizacional e pessoal vou ter?”.

Um recente estudo por uma conceituada consultora internacional, concluiu, que para 95% dos candidatos a cultura da empresa é mais importante que a compensação e que menos de 5% valorizam mais a compensação que a cultura!

Uma estratégia focada na cultura da empresa desenvolve e impulsiona verdadeiramente as três principais ferramentas “humanas” e que diferenciam as empresas no mercado! Viver a organização com paixão, ter um genuíno envolvimento com a mesma e consequente comprometimento.

O colaborador comprometido, além de se preocupar com o seu nome e carreira no mercado, também se preocupa e zela da mesma forma pelo nome e reputação da sua empresa. Preocupa-se constantemente com a missão, visão e cultura da sua empresa bem como com os valores e princípios norteadores pela mesma. No mesmo sentido, preocupa-se também, de forma constante com o desempenho da sua empresa frente ao mercado e junto do cliente, atuando assim, com mais responsabilidade, afinco e paixão pelo exercício da função.

Haverá desafio maior que este na gestão de pessoas nos próximos anos? A meu ver, o grande desafio será a coerência e consistência desta estratégia ao longo da vida da organização!


Share:
Sónia Jerónimo

Deixe o seu comentário