75854 0

Opinião: Impressão 3.0: mobilidade e personalização

Já esteve em algum lugar onde necessitasse de uma impressão urgente? Todos nós já nos deparamos com a situação de querer imprimir um documento e não termos acesso a uma impressora.

Já alguma vez experimentou uma app para imprimir ou gerir documentos com a sua impressora (digitalizar para o telemóvel, impressão a partir da cloud, entre outros)? A sua impressora permite algum tipo de personalização para além de inserir um login e password para imprimir os seus documentos?

É inquestionável que a nossa vida é gerida hoje com base em múltiplos equipamentos sejam eles smartphones, tablets, portáteis, desktops ou wearables. Basta destacar que desde 2014 que existem mais equipamentos móveis no mundo que pessoas. Diria até que para a grande maioria de nós já será impossível viver sem o seu smartphone, porque gerimos aí muita da nossa informação pessoal e profissional. E já reparou como cada um de nós tem o seu equipamento ao seu gosto, seja ao nível de músicas, aplicações ou afins?

Acredito que muitos de nós ainda estão ligados à sua impressora, no trabalho ou em casa, por via de uma rede fixa ou cabo direto e, em muitos casos, o painel da impressora é tão básico e não personalizável como há 20 anos atrás. Estou convicta que dentro de dois a três anos, segundo vários estudos, vamos estar a utilizar três a quatro equipamentos diferentes por dia em simultâneo cada vez mais customizados e o mundo da impressão será seguramente diferente.

As impressoras passaram, em menos de 40 anos, de equipamentos de impressão básica para gestores documentais customizáveis completos com comunicações wireless, que lhe permitem gerir todo o workflow documental da sua empresa com elevada segurança a partir de e para todo o tipo de equipamentos com ajuda de aplicações, da cloud e de outras soluções tão robustas quanto simples.

Destaco nesta evolução tecnológica a Toshiba e a HP. A Toshiba com a app Toshiba e-Bridge Print & Capture, que permite dar ordens de impressão e digitalização a partir de um equipamento móvel para qualquer um dos equipamentos multifuncionais da marca. A HP tem por sua vez disponíveis duas aplicações. A HP ePrint, que é um serviço seguro baseado em nuvem que permite imprimir de qualquer lugar com conexão ativa com a Internet, bastando enviar por email o documento ou foto que deseja imprimir diretamente para a impressora, e a HP All in One Printer Remote que possibilita não só imprimir e digitalizar mas também verificar o estado da impressora, realizar tarefas de manutenção e ainda encomendar consumíveis de impressão e obter ajuda da equipa de suporte.

Tanto as impressoras HP como as impressoras Toshiba são percursoras nos seus painéis touch, cada vez mais personalizáveis por utilizador sendo possível alterar a  imagem de fundo, ícones, cores e funções, funcionando muito à semelhança de um tablet.

O primeiro passo de gigante já está dado com a criação das primeiras apps e software colaborativo e aberto para uma interação inigualável e uma experiência customizada. É um momento de disrupção tão relevante na impressão como a incorporação de discos rígidos nas impressoras, ao qual, se somarmos a rápida evolução da impressão 3D e outras novidades planeadas para 2017 podemos estar perante a terceira grande revolução do setor.


Laurentina Gomes

Laurentina Gomes

Administradora do Grupo Liscic/Listopsis

Notícias Relacionadas

Opinião: 2016, o ano do device mesh!

Se 2015 ficou marcado pelo explodir do conceito de Internet das Coisas (IoT) com um sem número de equipamentos interligados, 2016 caminha cada vez para ser o verdadeiro

Opinião Mind Source: Legacy Modernization

Muitas organizações mantêm os seus atuais Legacy Systems, acreditando no velho ditado: “Se funciona, porquê mudar?” As organizações gastam em média entre 60% a 85% do orçamento alocado

Opinião: DCIM resolve o dilema de servidores físicos em ambientes virtualizados

À medida que o volume de dados processados está cada vez menos dependente de um determinado servidor físico, torna-se fundamental para a maioria dos profissionais de TI, desde

As empresas de média dimensão europeias preparam-se para tirar partido do big data

Num estudo com líderes empresariais europeus, patrocinado pela Ricoh , apenas um em cada cinco escolheu o big data como um catalisador quando questionados sobre as atividades impulsionadas

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *