19109 0

OpenText lança Discovery Suite para valorizar o Big Content

A OpenText lançou a Discovery Suite com o objectivo de integrar, valorizar e gerir os conteúdos das organizações, reduzindo os riscos e custos, e aumentando a produtividade, colaboração e envolvimento.

O Big Content representa o enorme volume da informação não estruturada, criada e armazenada diariamente pelos colaboradores e stakeholders. Apesar de conter todo o capital intelectual de uma organização, é em grande parte não gerido e é disperso em os diferentes sistemas empresariais. Enquanto que o Big Data é atualmente considerado um ativo valioso, as organizações continuam a considerar o Big Content como uma enorme fonte de custo e risco. Para obter valor do Big Content, as organizações precisam de uma estratégia que transforme estes dados desintegrados, não estruturados e não geridos em informação relevante e de grande valor.

“A Discovery Suite da OpenText permite às organizações descobrirem, analisarem e tomarem decisões relativamente a grandes volumes de informação, para suportarem as atividades de gestão de informação de acordo com as políticas da empresa,” afirma Muhi Majzoub, senior vice president of engineering da OpenText. “Ao utilizar capacidades de pesquisa e análise de conteúdos, a Discovery Suite transforma os conteúdos empresariais num recurso valioso que estimula a inovação e reforça o envolvimento com o cliente”.

Com a Discovery Suite, as empresas podem:

  • Integrar o Não integrado: Ao utilizar a OpenText Discovery Plataform, Infofusion, as empresas estão capacitadas para eliminar silos de informação. A procura e descoberta podem ser integradas diretamente nas aplicações das linhas de negócio para expor as informações no momento e local correto e assim melhorar a produtividade e a reutilização dessa mesma informação.
  •  Estruturar o Não Estruturado: A OpenText Discovery Suite usa a Content Analytics da OpenText para dar estrutura ao elevado volume de dados não estruturados da empresa. Extrai informações semânticas dos conteúdos e aplica-as como meta dados estruturados.
  • Gerir o Não Gerido: Com aplicações para gerir problemas específicos de gestão de Big Content, a Discovery Suite da OpenText ajuda a solucionar problemas em conteúdos da empresa, incluindo, auto-classificação dos conteúdos, compilação e deteção precoce de casos para eDiscovery, reabilitação e migração de controlo do ciclo de vida dos conteúdos.

Impulsionado pelo produto líder OpenText Content Analytics e uma rápida plataforma empresarial de pesquisa open source, a Discovery Suite vai de encontro ao grande volume de conteúdos distribuídos em toda a organização. O apoio e auto deteção de mais de 25 línguas e uma biblioteca completa de componentes UI e APIs asseguram que a Discovery Suite responde às diversas necessidades das organizações globais/internacionais.

A aplicação fundamental da Discovery Suite, OpenText Auto-Classification, facilita o controlo transparente das informações, ao automatizar a aplicação de politicas de retenção em conteúdos não estruturados para a gestão da retenção e obter uma eliminação de acordo com a lei.

A Discovery Suite apoia as organizações no desenvolvimento de um processo transparente e de repetição para separar o conteúdo valioso do que não tem valor, onde o risco e o custo reside no Big Content. Ao tornar os conteúdos mais acessíveis, mais fáceis de encontrar e mais produtivos, a Discovery Suite também assegura que o verdadeiro valor do Big Content é encontrado.

A Discovery Suite faz parte da plataforma EIM da OpenText que permite às organizações descobrirem e gerirem a informação para estimularem o crescimento e inovação em toda a organização, aumentando o tempo de vantagem competitiva. Composta por cinco suites de produtos abrangentes e integrados, a Discovery Suite da OpenText oferece uma plataforma de desenvolvimento integrado, um experiência envolvente e consistente para o utilizador, e uma profunda integração das suites que permite aos CIOs envolverem todas as linha de negócio.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Flydubai colabora com Indra para potenciar os seus sistemas digitais

A Indra e a flydubai assinaram um Acordo Estratégico de Desenvolvimento e Suporte para melhorar e evoluir as capacidades do sistema de reservas da companhia aérea. Durante os

NEC distinguida como Parceiro do Ano 2015 pela Juniper Networks

A NEC Corporation anunciou que foi distinguida durante a conferência IDEAS/Connected 2016 da Juniper Networks como Parceiro do ano 2015. Sendo atribuídos aos parceiros de canal que mais

Pioneer introduz o primeiro ciclocomputador (Video)

A Pioneer é o novo patrocínio da Blanco, uma das 19 equipas profissionais reconhecidas pela União Internacional de Ciclismo (UCI). O contrato de patrocínio traduz-se na entrega dos

Indra renova sistemas de gestão de tráfego aéreo nas Bahamas

A Indra forneceu ao maior aeroporto nas Bahamas – Aeroporto Internacional Lyden Pindling de Nassau – um novo centro de controlo de aproximação que conta com o avançado

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *