Oito em cada dez empresas no mundo já usam a tecnologia Cloud

9416
0
Share:

Segundo o relatório ‘Business Cloud: The State of Play Shifts Rapidly: Fresh Insights into Cloud Adoption Trends‘, desenvolvido pela Capgemini, revela que, embora o mercado da Cloud não possa ser definido como em pleno estado de maturação, 81% das organizações – mais de oito em cada dez – já estão a usar tecnologias Cloud no seu negócio. Contudo, um terço das empresas (32%) concorda que o departamento de TI é, atualmente, o principal impulsionador da adoção deste sistema, embora a responsabilidade deste esteja a mudar cada vez do departamento de TI para as unidades de negócio. 45% das organizações indica que as unidades de negócio são as derradeiras responsáveis pelas estratégias de adoção Cloud. O inquérito, a 460 líderes de TI e directores de grandes empresas mundiais, destaca a crescente importância estratégica da Cloud, com mais de três quartos (76%) das empresas a terem uma estratégia definida para a Cloud. No entanto, continua a existir alguma confusão sobre quem deve ser o principal impulsionador da adopção das estratégias Cloud dentro de uma organização. A Administração é vista tanto como um impulsionador (29%) como um bloqueador (28%) sugerindo-se que, em muitos casos, beneficiar-se da Cloud está ainda a ser prejudicado pela falta de compromisso e entendimento das direcções.

Os benefícios da Cloud já são claros e compreendidos pelas organizações. A sua adopção, de uma perspetiva empresarial, vai sofrer uma grande mudança, assumindo cada vez mais um papel verdadeiramente estratégico na organização, um fenómeno a que chamamos ‘Business Cloud. A iniciativa para motivar soluções Cloud está a mudar do departamento de TI para as unidades de negócios, à medida que as empresas se focam mais em valor de negócio tangível. A Cloud estabeleceu rapidamente um novo marco em termos da facilidade, rapidez e flexibilidade com que as soluções se disponibilizam para as empresas e colocam  o alinhamento entre a empresa e as TI sob uma nova perspectiva,” referiu Ron Tolido, vice-presidente sénior e director executivo de tecnologia de aplicações, para a Europa Continental, da Capgemini.

A migração para a Cloud está a ser impactada por preocupações persistentes, com cerca de 40% dos inquiridos a invocar receios contínuos em torno da segurança como um impedimento para a aceitação e, apenas, 56% referem confiar na Cloud para arquivar dados. Mais de um terço (35%) também mencionou questões de soberania de dados relacionados com a localização física dos dados guardados na Cloud como uma das principais barreiras para a adopção, particularmente na região EMEA. Como resultado, o relatório destaca ainda a preferência por soluções de Cloud privadas: 40% das organizações mencionaram a sua preferência por soluções Cloud externas e hospedadas num parceiro e 26% citaram uma preferência por soluções privadas internas.

Deparadas com preocupações de segurança, gestão, qualidade de serviço e regulamentação, as empresas estão a prosseguir com cuidado na adopção de serviços baseados em Cloud, tomando uma abordagem passo-a-passo e a migrar apenas áreas ou aplicações específicas à medida das suas necessidades. Enquanto procuram trabalhar com fornecedores especializados que suportem as necessidades específicas de um departamento ou funções, a maior parte das empresas (72%) está a trabalhar, ou planeia trabalhar, com mais de um fornecedor.

Actualmente, a migração para a Cloud está amplamente focada em novas aplicações que apoiem áreas de negócio de ponta, em vez de aplicações mais antigas. Com o foco em novas aplicações para 78% das organizações, torna-se claro que a tecnologia da Cloud está a apoiar uma mudança real dentro das grandes organizações de todo o mundo. Migrar aplicações antigas para Cloud pode ser dispendioso e pode não conseguir os benefícios que as organizações procuram, mas ao mover novas aplicações para a Cloud vai permitir às empresas responder mais rapidamente às exigências de mudança e pressões competitivas, criando agilidade real e diferenciação dentro do negócio. O relatório destaca a necessidade de uma abordagem mais “orquestrada” para o contexto da Cloud, à medida que as empresas tentam navegar pelo ecossistema em rápida evolução dos fornecedores, plataformas e soluções de Cloud, tentando afastar-se de maior complexidade e desafios de gestão.

Para uma cópia completa do relatório visite o website: www.capgemini.com/business-cloud-report


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário