Novabase GAMESHIFTERS: Conheça os vencedores

10648
0
Share:

Já são conhecidos os vencedores da 2ª edição do Novabase GameShifters. A iniciativa decorreu este fim de semana no formato de uma maratona de 24 horas e reuniu 150 participantes na resposta ao desafio de revolucionar o futuro dos serviços financeiros.

O Novabase GameShifters contou com participantes de todo o país, provenientes de cursos de Engenharia Informática, Engenharia Civil e Mecânica, Marketing e Design, Economia, Gestão e Finanças que, em 24 horas, desenvolveram e apresentaram as suas ideias.

De entre mais de 60 projetos a concurso, apenas 3 equipas subiram ao pódio: Ninjas Financeiros, que conquistaram o primeiro lugar e 15.000€ com uma aplicação para levantar dinheiro nos multibancos a partir do telemóvel; Epic Member, que alcançaram o segundo lugar e 3.500€ com um projeto que simplifica a forma como as organizações gerem os seus membros e as suas finanças; e POW – A luz nos pagamentos, que conquistaram o terceiro lugar da competição e 1.500€ com um sistema que permite efetuar pagamentos nas caixas através de pontos de luz (LEDs) e, ainda, ganhar promoções especiais nas lojas.

_PAP7469

De acordo com Hugo Faria, head of Brand Ignition da Novabase, “O Novabase GameShifters tem dois grandes objetivos: estimular o desenvolvimento de soluções inovadoras, com impacto positivo na sociedade, e apoiar o empreendedorismo nacional através da disponibilização de ferramentas e canais que permitam dar visibilidade às boas ideias e captar e reter o melhor talento que temos em Portugal. Por esta razão, cumpre também o seu propósito pedagógico, uma vez que integra sessões de formação e engagement com profissionais do mercado e especialistas da banca que orientam estes jovens em temas como estratégia, plano de negócios, gestão de projeto, apresentação e criatividade, passando por metodologias como Design Thinking e dicas para um pitch bem-sucedido.”

“Não basta uma boa ideia, é preciso apresentá-la, é preciso saber convencer. É muito gratificante vermos a adesão à iniciativa mas, sobretudo, vermos que Portugal tem muito talento para explorar e apoiar”, acrescentou ainda o responsável.

_PAP9258

Inovação, potencial de negócio, funcionalidade e criatividade foram alguns dos critérios que determinaram a avaliação das ideias a concurso, a par da capacidade de exposição e perfil de liderança relevado pelas equipas durante o pitch final de sete minutos para apresentação da ideia ao júri.

Se perdeu a vídeo-reportagem da Leak Business sobre o Novabase GAMESHIFTERS, veja-a ou reveja-a abaixo:


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário