182 0

NEC implementa cabo submarino com 50tb de capacidade

A NEC demonstrou uma capacidade de transmissão de 50.9 terabits (Tb) por segundo numa única fibra ótica, sobre uma distância superior a 11.000 km. Esta é a primeira vez que 50Tb foram alcançados em mais de 10.000 km utilizando amplificadores de fibra erbium-doped (EDFA) de banda C+L. Tão elevada capacidade transmitida sobre essa distância, corresponde ao registo de um novo recorde em termos de capacidade por distância, de 570 Pb-km (Petabit por segundo quilómetro). O compromisso da NEC de impulsionar a marca de 50Tb de capacidade para distâncias transpacíficas, está em linha com a tendência atual de aumentar o alcance de segmentos de cabo submarino de muito alta capacidade.

Alcançando uma capacidade tão elevada, mesmo com uma largura de banda EDFA tão elevada, requer um uso eficiente da largura de banda, a um nível próximo do limite de Shannon, o limite fundamental de eficiência espectral nas comunicações óticas. Existe mais do que uma maneira de projetar formatos de modulação que podem aproximar-se do limite de Shannon no regime linear, no entanto, a maioria deles não permite obter bons resultados quando operados no regime não linear, onde sofrem mais falhas de desempenho relativamente ao limite de Shannon não-linear.

Para superar esta questão, os investigadores da NEC desenvolveram um algoritmo de otimização multinível, linear e não-linear. Através deste algoritmo, a NEC obteve uma constelação otimizada de 32QAM (opt32) que atinge uma capacidade próxima da capacidade de Shannon mas, mais importante ainda, possui um limite de capacidade não linear maior, o que é especialmente relevante para a transmissão submarina. Além disso, este novo formato de modulação é muito mais fácil de implementar, uma vez que não requer decodificação iterativa ou codificação não uniforme. Como tal, a modulação opt32 permitiu que os investigadores da NEC conseguissem uma eficiência espectral sem precedentes de 6,14 b/s/Hz numa distância transpacífica.

Também em linha com as tendências atuais, a amplificação C+L é utilizada para maximizar a capacidade por par de fibras. Com o objetivo de atingir uma capacidade nunca antes alcançada, os investigadores da NEC desenvolveram um projeto de amplificador bidirecional com patente pendente que reduz o ruido efetivo e a complexidade do dispositivo.

Related Post

Leave a Comment:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *