16102 0

NEC e Telefónica conquistam prémio de inovação

A NEC Corporation e a Telefónica conquistaram o prémio da Telecoms.com para o melhor projeto de inovação em rede fixa de 2014 pelo seu teste de virtualização de CPE (vCPE), que está a ajudar a reduzir os custos de acesso à rede de banda larga e a criar uma plataforma que permite acelerar futuras inovações nos serviços. O teste decorre no Brasil, onde a Telefónica opera sob a marca Vivo e faculta serviços de banda larga, assim como telefone fixo, TV por cabo e serviços móveis.

A NEC e a Telfónica foram as primeiras empresas do mundo a iniciarem a virtualização das gateways residenciais de banda larga, em outubro de 2013. Esta gateway simplificada oferece conectividade, funcionando como um ponto de acesso, um switch e um modem. Todas as funcionalidades de routing IP (IPv4 e IPv6), a configuração de Dynamic Host Configuration Protocol e a funcionalidade de Network Address Translation passam a ser provisionadas remotamente a partir da cloud, como funções de rede virtualizadas (VNFs) em servidores disponíveis comercialmente (COTS – commercial-off-the-shelf).

Uma gateway residencial simplificada não só é menos propensa a avarias, como as correções ou upgrades de firmware, de largura de banda ou de memória podem ser feitas remotamente, eliminando as dispendiosas visitas técnicas de intervenção à residência do cliente. Os clientes atuais da Vivo passam a usar a sua gateway residencial atual como um router virtualizado e as funções migradas são desligadas remotamente. Pelo facto de não ser necessário substituir as atuais gateways por novos equipamentos, os operadores podem beneficiar de poupanças de cerca de 30%, segundo um estudo global da NEC. Por outro lado, para novos clientes, pode ser fornecida uma gateway mais simples e económica, mas que mantém capacidade para suportar serviços avançados.

As funcionalidades virtualizadas de edge IP são armazenadas em servidores genéricos, podendo ser ativadas ou desativadas de uma forma dinâmica, conforme a procura, para minimizar o consumo energético e os custos com o equipamento. Além disso, cria-se a possibilidade de, no futuro, um único datacenter poder ser utilizado para distribuir serviços de entretenimento em vários países, potenciando assim economias de escala.

Adicionalmente, a introdução de novos serviços muitas vezes implica a deslocação de técnicos qualificados aos locais de residência, para reconfigurar ou substituir a gateway, quando esta não tem o desempenho e a flexibilidade necessárias para suportar novas funcionalidades, resultando num número excessivo de intervenções locais. Em resultado disso, os CPEs tradicionais não são muito ágeis nem são capazes de se adaptarem de uma forma dinâmica à oferta e implementação de novos serviços de forma rápida e com uma boa relação custo/eficiência, originando problemas de implementação e requerendo o envolvimento do cliente. Uma solução vCPE responde a este desafio, simplificando o equipamento instalado na residência do cliente para que este assegure a conectividade básica (funcionalidades de ponto de acesso, switch e modem), sendo os serviços de rede disponibilizados a partir de funções de rede virtualizadas (VNFs) que correm sobre servidores de elevado desempenho comercialmente disponíveis (COTS), localizados na rede.

Enrique Algaba, Director de Network Innovation na Telefónica I+D – Global CTO Unit referiu: “Estamos muito satisfeitos por ter ganho este prémio de inovação, que é o reconhecimento do progresso que temos feito nesta viagem do ponto de vista do avanço tecnológico. Estamos no caminho certo para lançar o CPE virtual aos nossos clientes”.

Kazuya Hashimoto, Executive Vice President da Carrier Division da NEC na Europa comentou: “Os testes vCPE da NEC com a Telefónica tiveram como objetivo facultar aos clientes um acesso mais fácil a um leque alargado de serviços de banda larga, e reduzir o número de chamadas de suporte que necessitam de fazer para melhorar os seus níveis de satisfação e as receitas. A Telefónica está na vanguarda, demonstrando que será possível desenvolver, fornecer e suportar serviços de entretenimento e comunicações virtualizadas de forma mais rápida e flexível”.

A solução vCPE da NEC vai estar em demonstração no Mobile World Congress, no Hall 3, stand #3N10 entre os dias 2 e 5 de março de 2015.


Bruno Fonseca

Bruno Fonseca

Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Notícias Relacionadas

Adobe nomeia Mark Zablan como novo presidente EMEA

A Adobe anunciou a nomeação de Mark Zablan como presidente da Adobe para a zona EMEA (Europa, Médio Oriente e África). Zablan irá reportar a Matt Thompson, Senior

Siemens é a empregadora mais atractiva da Europa na área da Engenharia

A Siemens acaba de ser classificada como o empregador mais atrativo da Europa na área da Engenharia pelo índice de atractividade de talentos “Europe’s Most Attractive Employers 2013”,

LOGO 3.0: a estratégia para o novo consumidor digital

A LOGO reforça a sua aposta no mobile com o lançamento de um novo site que permite uma experiência de navegação multi-plataforma, mantendo total coerência e uma experiência

Alcatel-Lucent e UNESCO juntam esforços para reduzir as diferenças de género nas empresas

A Alcatel-Lucent  anuncia que assinou um memorando de entendimento com a UNESCO para promover a diversidade de géneros. Este acordo foi assinado na sede da UNESCO em Paris

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *