Natal: Smartphone é o presente que os portugueses mais querem adquirir

7568
0
Share:

O mais recente estudo do Observador Cetelem revela que, à semelhança do ano passado, o smartphone é o presente que os portugueses mais pensam adquirir (9%). Em segundo lugar está a categoria lazer e viagens (6%), que em 2013 reunia apenas 2% das intenções de compra. Telemóveis (5%) e tablets (5%) são outros dos presentes que os consumidores querem comprar para si.

No total, a intenção de comprar presentes para o próprio passou dos 26%, em 2013, para os atuais 29% e verifica-se um aumento em praticamente todas as categorias. O mobiliário foi um dos itens analisados que mais cresceu (dos 0,4% para os 4%). Já a intenção de adquirir eletrodomésticos baixou significativamente, tendo passado dos 8% para os 4%.

Entre os produtos que os portugueses menos têm intenções de oferecer a si próprios estão os bens imobiliários (1%), os produtos de bricolagem/jardinagem (2%) e as motos/scooters (2%).

À questão “pensa fazer alguma compra importante para si este Natal?”, são os indivíduos entre os 18 e os 24 anos que mais respondem afirmativamente (43%), logo seguidos de muito perto pelos consumidores entre os 25 e 34 anos (41%). Já os consumidores mais velhos, entre os 55 e os 65 anos, são os que menos pensam comprar presente para si (10%).

«No ano passado, o Observador Cetelem já tinha constatado que os portugueses viam nos smartphones não só um desejo, mas essencialmente uma necessidade. Este ano, os smartphones continuam no topo da lista de presentes a adquirir, o que só vem reafirmar esta tendência», explica Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem.

Este estudo foi desenvolvido em colaboração com a Nielsen, tendo sido realizados 600 inquéritos, a indivíduos de Portugal continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos, entre os dias 30 de setembro e 2 de outubro de 2014. O erro máximo é de +4.0 para um intervalo de confiança de 95%.

 

 

 

 

 

 

 


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário