Nações Unidas distinguem política de igualdade da Mulher da Schneider Electric

9504
0
Share:

A Schneider Electric foi distinguida pela Women’s Empowerment Principles (WEP) pela sua política e empenho na promoção da igualdade profissional para as mulheres. O 2015 CEO Leadership Award foi entregue a Jean-Pascal Tricoire, CEO da Schneider Electric, num evento que reuniu mais de 350 convidados na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, assinalando o 20.º aniversário da histórica conferência das Nações Unidas em Beijing, a UN World Conference on Women.

Os WEPs CEO Leadership Awards têm vindo a compreender, desde 2013, a distinção de cinco CEOs pela excelência dos seus esforços pela igualdade de género de acordo com os princípios definidos pela WEP, em especial o primeiro princípio, que define a liderança pelo exemplo. Jean-Pascal Tricoire, Chairman e Chief Executive Officer da Schneider Electric, foi distinguido pelo empenho demonstrado na implementação de políticas para a evolução e empowerment da mulher no local de trabalho, mercado e comunidade.

Sentimo-nos honrados por merecermos tão prestigioso reconhecimento. Ao longo dos anos, a Schneider Electric tem defendido e colocado em prática uma política de igualdade de género, diversidade e inclusão, integrada na sua própria cultura. Este prémio será, sem dúvida, uma fonte de inspiração para todos os líderes, gestores e colaboradores da Schneider Electric, incentivando-os a continuarem a sua participação nesta jornada,” comenta Jean-Pascal Tricoire.

“A igualdade e diversidade de género é um desafio imperativo de negócio e de desenvolvimento, cuja prioridade impacta a performance organizacional mas também a nossa reputação enquanto empregador de nível mundial,” adianta Jean-Pascal Tricoire.

Na Schneider Electric, igualdade e diversidade de género é uma prioridade há já 5 anos. Mais de 300 líderes dedicaram-se à compreensão de fatores bloqueadores e à construção de planos de diversidade de género, mais de 400 mulheres tiveram acesso a formação e 12 Country Presidents da Schneider Electric, representando 120 000 colaboradores, assinaram os princípios WEP.

O 2015 Business Case for Action Award reconheceu a Schneider Electric pela sua política de diversidade, que permitiu criar um ambiente de igualdade de género além da sede da empresa e alargado a mais de 10 CEOs da Schneider Electric em países como Vietnam ou Turquia.

Elizabeth Broderick, Sex Discrimination Commission, Australian Human Rights Commission and Chair do WEPs Leadership Group refere que: “a igualdade de género e o empowerment da mulher necessitam urgentemente de ser passados à acção, inclusive nos corredores do poder – em instituições e entidades como Parlamentos, Departamentos de Justiça ou nas Nações Unidas. Todos os CEOs reconhecidos com o 2015 CEO Leadership Award demonstraram aplicar os sete princípios da WEP como um mapa para a concretização de ações tangíveis e para o alcance de resultados mensuráveis.”

O evento de anúncio do prémio WEP, adjacente à 59.ª sessão da Comissão do Estatuto da Mulher, contou com a presença do Secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e Hillary Rodham Clinton. A Women’s Empowerment Principles – Equality Means Business, iniciativa conjunta com a UN Women e a UN Global Compact, apoia atualmente cerca de 900 CEOs e define sete passos para ajudar as empresas a promoverem a igualdade da mulher no trabalho, mercado e comunidade.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário