MSN assinala 7º aniversário com debate sobre Futuro dos Conteúdos em Portugal

8184
0
Share:

A 7 de novembro o MSN celebra sete anos em Portugal e abandona o posicionamento que o caracterizou até aqui, focado no entretenimento e lifestyle, para se assumir como a porta de entrada da Internet e dos ecossistemas digitais em Portugal. Os números revelam o crescimento, o sucesso e a preferência dada pelos utilizadores ao MSN ao longo destes sete anos: 160 milhões de páginas vistas e mais de 22,5 milhões de visitas mensais, para um total de 1,84 mil milhões de page views estimados em 2014. Para assinalar este 7º aniversário, o MSN e a Microsoft Advertising promovem hoje na sede da Microsoft um debate sobre o futuro dos conteúdos em Portugal.

Começando por ser um portal focado em entretenimento, um nicho de mercado por explorar em 2007, ao longo destes sete anos o MSN tornou-se no produto com mais visitas e páginas vistas nesta área temática, gerando mais de 1,2 milhões de visitas e quase 50 milhões de page views mensais em conteúdos relacionados com famosos, cinema, TV e música.

Com o crescimento sustentado das audiências, decidiu-se avançar com uma presença complementar ao entretenimento, reforçando conteúdos e parcerias na área da informação, mas sempre mantendo o foco no “entretenimento & lifestyle”. Esta foi a forma encontrada para se diferenciar dos outros portais existentes na altura em Portugal, muito focados em conteúdos noticiosos e desportivos. Em 2011 a concorrência começou a apostar também no entretenimento e o MSN alargou a sua oferta de conteúdos a notícias, desporto e estudantes.

Há cerca de 12 meses, por via de uma nova estratégia internacional para a área de media e resultado do sucesso das aplicações nativas em Windows 8 e Windows Phone (Bing Apps), decidiu-se replicar o modelo para o ecossistema de browser (MSN), algo que foi feito ao longo dos últimos meses com mais de mil parcerias a nível global e quase 50 marcas em Portugal.

Consequência da força do ecossistema da Microsoft, através do Internet Explorer, do Bing ou da Xbox, do Windows e Windows Phone, do Skype e do Outlook.com, a página de entrada do MSN Portugal é hoje uma das principais portas de entrada da Internet no mundo e em Portugal, chegando na sua versão portuguesa a mais de 600 mil pessoas por dia para um total de 2,5 milhões por mês (apenas na versão browser de PC). A estes juntam-se cerca de 500 mil utilizadores únicos das aplicações nativas de Windows 8 e Windows Phone. Somados, estes números provam que a proposta de o MSN se transformar numa plataforma de geração de tráfego para os parceiros é um modelo bastante atrativo. Enquanto outras plataformas de geração de tráfego no mundo (e em Portugal) não remuneram os publishers pela distribuição dos seus conteúdos, a Microsoft decidiu inovar, não só gerando tráfego mas também, ajudando na presença dos conteúdos nos motores de pesquisa e partilhando receitas sobre os conteúdos dos parceiros visualizados no MSN.

Como explica Miguel Albuquerque e Castro, diretor do MSN em Portugal, “neste momento o MSN já não é um produtor de conteúdos. Somos uma porta de entrada, um agregador dos melhores conteúdos que se produzem digitalmente em Portugal, com o objetivo de criar uma plataforma de produtividade para os nossos utilizadores, na medida em que acrescentamos a estes excelentes conteúdos, o acesso a uma série de ferramentas e serviços de produtividade para ajudar as pessoas a serem mais produtivas e a fazerem mais no seu dia-a-dia: consultar email, aceder a redes sociais, ver o tempo e o trânsito, aceder ao Skype, ver os seus documentos, seguir os resultados das suas equipas e atletas favoritos, seguir as ações das empresas que considere relevantes, ter calculadoras para ajudar nas finanças pessoais, ver a programação da TV, ver vídeos sobre exercícios, seguir dietas, fazer listas de compras, comprar voos ou hotéis, etc., sendo que iremos continuar a apresentar novidades tecnológicas para ajudar os nossos utilizadores a serem mais produtivos e fazerem mais, porque esse é o ADN da Microsoft”.

 

O Futuro dos Conteúdos em Portugal

Alinhado com o seu novo posicionamento e para assinalar o sétimo aniversário, o MSN promove hoje um debate sobre o estado da arte da comunicação e o futuro dos conteúdos em Portugal, novos modelos de gestão de conteúdos e sobrevivência dos media, e principais desafios para marcas e anunciantes. A iniciativa conta com a presença de alguns dos parceiros editoriais do novo MSN, entre eles a Cofina, a Controlinveste Conteúdos, a Motorpress Lisboa, o Público e a RTP. A moderação deste painel está a cargo do jornalista Mário Augusto.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário