Monitorização remota de pacientes crónicos. Conheça o Projecto CHIRON.

7920
0
Share:

A Atos tem vindo a desempenhar um papel bastante significativo no desenvolvimento do Projeto CHIRON para monitorização de pacientes, tanto em hospitais como em casa. O projeto vai oferecer aos médicos ferramentas para visualizar e analisar sinais fisiológicos e imagens médicas através do seu computador. O CHIRON procura melhorar a prevenção de episódios agudos, o que permitirá evitar tratamentos posteriores.

O objetivo do projeto é criar e desenvolver um sistema de monitorização líder que garanta a interoperabilidade entre dispositivos e serviços relacionados com a saúde, e torná-lo possível para armazenar e gerir os dados dos pacientes com segurança. Os Algoritmos foram desenvolvidos para analisar os dados complexos a partir de vários tipos de sensores que medem diferentes parâmetros clínicos, tais como a temperatura corporal, a atividade física, a posição do paciente ou a pressão arterial.

Em qualquer ambiente o paciente é monitorizado fora do hospital.

O CHIRON é composto por ferramentas que permitem processar sinais fisiológicos e imagens em tempo real por meio de análise assistida por computador. O sistema permite melhorar a tomada de decisões em relação ao tratamento clínico.

A Atos coordenou a participação espanhola no CHIRON e esteve envolvida na conceção e desenvolvimento da ferramenta de apoio aos profissionais médicos, a Medical Expert Support Tool. Esta aplicação funciona como o motor da Clinical Decision Support System (CDSS), que é usada para comparar os padrões de informação do paciente, capturada através de sensores, e ativar os sistemas de alerta em caso de situações de risco.

Além disso, a Atos tem trabalhado na criação de uma interface de usuário simples, que permite ao médico ver o estado dos pacientes, compilar dados e avaliar os riscos. A Atos contribuiu para o projeto com sua experiência em padrões clínico, armazenamento, segurança e proteção dos dados. Além disso, tem participado em tarefas de integração, captura de requisitos para a aceitação de plano e sistema de teste. Tem vindo a desempenhar um papel importante nas atividades relacionadas com a divulgação e exploração dos resultados.

A fase piloto que acaba de ser concluída foi realizada em hospitais Britânicos e Italianos, onde formam monitorizados pacientes que sofrem de insuficiência cardíaca congestiva (CHF). Até um total de 71 parâmetros diferentes foram obtidos a partir de sensores e medições feitas pela equipa médica. Os dados compilados irão servir para detetar novos bio marcadores e algoritmos de acolhimento para a deteção precoce e cálculo de risco.

Nos próximos anos, a Atos prevê que a monitorização dos pacientes por meio de sensores evolua significativamente. Desta forma, o CHIRON representa uma revolução na área de diagnóstico preventivo, uma vez que vai mais longe do que a simples medição de parâmetros físicos, tais como a temperatura ou a pressão, e faz com que seja possível detetar bio marcadores de doenças ou concentrações de outros tipos de substâncias no sangue.


Share:

Deixe o seu comentário