Mobilidade, cloud e a influência dos fabricantes impulsionam demanda empresarial de APIs

11264
0
Share:

A Layer 7 Technologies lançou os resultados de um estudo focado nas principais preocupações empresariais que levam à adoção de soluções de gestão de API.

Dos 140 profissionais de TI inqueridos em maio, mais de 43 por cento indicaram que a sua empresa conta atualmente com um programa de API implementado, enquanto que 27% explicaram que um programa deste tipo deverá ser lançado durante 2014. Os responsáveis pelas respostas sublinharam um vasto conjunto de razões como principais fatores que levam à necessidade de programas de API, incluindo:

  • Programas de mobilidade (71,9%);
  • Conectividade a  parceiros (69,1%);
  • Integração na cloud (67,6%);
  • A facilitação de ecossistemas de developers internos (66,9%); e
  • A promoção de ecossistemas de developers externos (55,4%)

“As empresas reconhecem cada vez mais as APIs como as pedras basilares das companhias abertas, modernas e híbridas”, disse Dimitri Sirota, senior vice president, Security, da CA Technologies e cofundador da Layer 7. “Para que uma organização seja bem-sucedida, ela deve ter uma estratégia para implementar e gerir as APIs que lhe vão permitir proteger e alavancar os dados  , assegurar mais capacidades à força de trabalho móvel e fortificar o envolvimento com os developers responsáveis pela economia das apps”.

Os inquiridos indicaram que a otimização de desempenho móvel, a facilitação do trabalho aos developers e a capacidade analítica sobre dados são as três funcionalidades mais importantes e mais necessárias numa solução de gestão de API, e quase metade dos inquiridos referiu que a segurança e a privacidade dos dados são as principais considerações de segurança. Independentemente do crescimento constante das soluções baseadas na cloud, mais de metade (55,1%) continua a preferir uma solução on premise, enquanto que as implementações híbridas (cloud com componentes on-premise) também revelaram ser populares (42,8%).

Para aceder a uma infografia com as principais respostas do estudo, clique aqui.


Share:

Deixe o seu comentário