Microsoft celebra Dia da Internet Segura com acção de voluntariado

7392
0
Share:

Trata-se da maior iniciativa anual de voluntariado empresarial da Microsoft Portugal, que este ano pretende impactar mais de 11,500 crianças, jovens, encarregados de educação, seniores e beneficiários de Instituições de Solidariedade Social, envolvendo mais de 75 escolas a nível nacional, através de lições interativas sobre os direitos e responsabilidades online, a importância e formas de utilização segura da Internet. A iniciativa conta para o efeito com o envolvimento cerca de 150 voluntários da Microsoft Portugal, da EPIS e Millenium bcp, que assumirão o papel de professores por um dia, partilhando o seu conhecimento sobre o mundo da tecnologia e riscos associados.

Das ONG’s que aderiram à iniciativa, destacam-se a ACEP, AMI, APPACDM, Associação In Loco, Associação Novamente, Casa do Povo de Santa Maria de Lamas, CEERDL, Centro de Promoção Juvenil, Centro de Solidariedade Social Padre José Filipe Rodrigues, Cercimarco e o IAC – Instituto de Apoio à Criança.

A ação irá decorrer em escolas de Portugal Continental, de regiões como Braga, Coimbra, Castelo Branco, Lisboa e Sintra, entre muitas outras escolas e agrupamentos espalhados pelo país.

Sessão especial – Odivelas convoca 800 para mega lição de Segurança

O Dia da Internet Segura será, ainda, assinalado com uma sessão especial, realizada em parceria com a Câmara Municipal de Odivelas que se juntou às celebrações e que irá reunir no Pavilhão Multiusos de Odivelas mais de 800 participantes, entre 600 jovens do 2o e 3o Ciclos do Ensino Básico e 200 seniores residentes no Concelho, numa aprendizagem conjunta sobre os perigos e riscos do mundo online e a importância e formas de utilização segura da Internet, nas suas diferentes dimensões: navegação, comunicação, socialização, responsabilização e proteção de dados pessoais.

Esta sessão especial contará com a intervenção da Presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Susana Amador, do Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho em representação do governo e do Diretor da Microsoft Portugal para o Setor Público, Alexandre Pinho entre outros representantes da EPIS e do Millennium bcp.

De acordo com Susana Amador, Presidente da Câmara Municipal de Odivelas, “a internet é uma poderosa ferramenta de conhecimento, informação e de interação entre as pessoas. Se hoje somos uma “aldeia global” muito se deve à expansão da web que revolucionou a forma como estudamos, trabalhamos, nos divertimos, vemos o mundo e nos relacionamos com o outro. É importante que todos, mais jovens e menos jovens aprendam a usar a internet de

forma segura e responsável para que ela possa, efetivamente, cumprir a sua missão de melhorar vida de pessoas e potenciar a atividade de organizações e empresas. Foi, assim, com muito gosto que a Câmara Municipal se associou, numa feliz parceria, a esta importantíssima iniciativa da Microsoft Portugal.”

Para Alexandre Pinho, Diretor da Microsoft Portugal para o setor público, “Esta iniciativa constitui a maior ação de voluntariado empresarial da Microsoft em Portugal mas, mais do que isto, reflete o nosso compromisso na instituição de práticas pedagógicas responsáveis no que respeita à utilização da internet em Portugal, em particular junto dos mais jovens, da população sénior e, pela primeira vez este ano, junto do Terceiro Setor. Através desta iniciativa, estamos a intervir civicamente para a União de Gerações pela Tecnologia, mas também a alargar a partilha de conhecimento a um setor que necessita, cada vez mais, do nosso apoio e intervenção. O envolvimento de mais quase 150 voluntários, e o impacto junto de quase 12,000 pessoas e 90 escolas e IPSS em todo o país, são, por isso, reflexo do nosso total compromisso em dotar as pessoas de competências para que possam beneficiar do melhor que a tecnologia lhes coloca aos dispor.”

A utilização da Internet em segurança é uma das principais bandeiras de cidadania da Microsoft, que em Portugal foi membro fundador do Consórcio SeguraNet, que gere o Projeto Internet Segura, que visa assegurar esta finalidade através de ações de informação, sensibilização e formação à população em geral. Junto das escolas, o consórcio garante esse trabalho através do, cujo objetivo é envolver toda a comunidade educativa – alunos, pais e professores – no conhecimento e prática ativa de uma utilização segura da Internet.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário