Mazda atinge melhor 1º Trimestre de sempre

26576
0
Share:

A Mazda estabeleceu um novo recorde no 1º Trimestre do presente Ano Fiscal (2017-18) em termos de volume de vendas, comercializando um total de 377.000 unidades a nível global, com isso ultrapassado o anterior máximo registado no período de 1 de Abril a 30 de Junho de há um ano. A elevada procura pelo novo Mazda CX-5, modelo que está já disponível na maioria dos seus principais mercados da Europa*, bem como no Japão, América do Norte e Austrália, contribuiu para este crescimento do construtor japonês.

Em termos de regiões, a China assumiu a liderança, registando um aumento de vendas de 20% no trimestre face a igual período de há um ano, correspondendo a 71.000 unidades. Segue-se o Japão, mercado onde os 41.000 veículos vendidos correspondem a um aumento de 5%.

Já em termos de resultados líquidos, estes evoluíram 72% para ¥ 36.600 milhões (€ 300 milhões**), numa receita que cresceu 3% para ¥ 802.100 milhões (€ 6.570 milhões). A Mazda registou, assim, um lucro operacional de ¥ 39.900 milhões (€ 327 milhões).

Mantendo-se atenta à evolução do mercado automóvel mundial, a Mazda tem como objectivo acelerar o ritmo das vendas e atingir um crescimento sustentável em volume de 50.000 veículos por ano, nomeadamente através do contínuo aumento da flexibilidade da produção e também pela crescente aposta na sua capacidade de construção de crossovers. Para além de estar prestes a ver concluída a expansão da sua fábrica de Hiroshima, prevê arrancar com a produção do novo CX-5 nas instalações de Hofu em Outubro próximo.

Recorde-se que a popular gama “CX” da Mazda representou 39% do seu volume de negócios durante o anterior Ano Fiscal, significando uma parcela crescente das suas vendas globais. Na continuidade do roll-out global do novo CX-5, a Mazda desvendou, também, o seu novo CX-8, uma SUV com três filas de bancos, modelo cujo lançamento no Japão está agendado para o final do presente ano.

As previsões da Mazda para o corrente Ano Fiscal, que terminará a 31 de Março de 2018, mantêm-se inalteradas: um crescimento de vendas a nível global de 1,6 milhões de unidades, um resultado operacional de ¥ 150.000 milhões (€ 1.270 milhões) e uma receita líquida de ¥ 100.000 milhões (€ 847 milhões), todos eles representando um crescimento face ao anterior Ano Fiscal de 2016-17.


Share:

Deixe o seu comentário