31234 0

ITSector investe no aumento da capacidade de produção em Portugal para crescer nos mercados europeus

A ITSector está determinada a conquistar quota de mercado em países como França, Inglaterra, Suíça, Alemanha e, para tal, vai investir no aumento da sua capacidade de produção e desenvolvimento de software em regime de Nearshore.

A somar aos 3 Centros de Competências Nearshore que possui em Portugal, no Porto, em Lisboa e em Braga, e a partir dos quais presta serviços para mais de 20 países, a empresa prepara a abertura de um quarto Centro, a inaugurar no 2º semestre de 2016, em Aveiro.

“Atualmente, mais de 100 de um total de 350 colaboradores da ITSector dedicam-se, em exclusivo, à prestação de serviços em regime de Nearshore e, com a abertura do centro de Aveiro, vamos aumentar o número de colaboradores para 410, até ao final de 2016, aumentando também a nossa capacidade de produção de software à medida do cliente, que é já superior a 58800 horas/mês”, avança Renato Oliveira, CEO da ITSector.

O mesmo responsável reforça que “Portugal tem condições excecionais na prestação deste tipo de serviços, devido à excelência do seu ensino universitário, à experiencia acumulada e à proximidade geográfica, que permite rapidamente uma presença física dos seus recursos humanos em qualquer ponto da Europa, se as condições o exigirem”.

O CEO da ITSector revela ainda que “a aposta da ITSector passará pela abertura de mais Centros de Competências em Portugal, localizados nas proximidades de instituiçoes de ensino superior. Dependendo do crescimento que registarmos nos mercados europeus para os quais nos estamos a voltar, prevemos aumentar o total de colaboradores na ordem dos 10% por cada novo Centro de Competências criado, pelo que, até 2018, estimamos ultrapassar a fasquia dos 500 colaboradores”.

Presente em mercados como Polónia, Reino Unido, Luxemburgo, Rússia, Islândia, Dinamarca, Moçambique, Angola, Macau, Timor e África do Sul, a ITSector realiza 38% da sua faturação nos mercados internacionais.

Fundada em 2005 e com sede no Porto, a empresa encerrou 2015 com um volume de negócios situado nos €13,5M, prevendo um crescimento da faturação global na ordem dos 10% ao ano, durante os próximos 3 anos.


Patricia Fonseca

Patricia Fonseca

Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Notícias Relacionadas

Nova versão do Microsoft Dynamics CRM aproxima marketeers e comerciais

A Microsoft Corporation vai disponibilizar até ao final do ano uma nova versão da sua plataforma Microsoft Dynamics CRM, bem como atualizações aos seus serviços Microsoft Dynamics CRM

Fujitsu reduz até 30% preço dos sistemas ETERNUS DX S2

A Fujitsu optimizou os investimentos em despesas de capital das pequenas e médias empresas (PME) com uma nova campanha que reduz até 30 por cento o preço total

Michael Page revela revolução no Trabalho Temporário

A Michael Page analisou o mercado global do trabalho temporário com a consulta a mais de 4 mil empresários e profissionais em 15 países. O estudo da Michael

Siemens adquire empresa da área de software de logística aeroportuária

A divisão de Soluções de Logística Aeroportuárias da Siemens adquiriu a AXIT. A aquisição permite a exploração de novas perspetivas às duas empresas em diversas indústrias/segmentos, nos negócios

Dê a sua opinião:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *