Itconic interliga Data Centers Neutrais ibéricos

21560
0
Share:

A itconic interligou os seus cinco Data Centers Neutrais localizados na Península Ibérica. Graças a esta nova arquitetura de alta capacidade, os clientes poderão adotar as novas tendências tecnológicas do mercado, tais como Big Data, Inteligência Artificial, Internet of Things e conexões 5G, com uma interligação mais ágil e flexível.

Com mais de 20 anos de experiência no sector, a itconic conta com a maior plataforma de Data Centers Neutrais de Espanha e Portugal, com mais de 55.000 metros quadrados de superfícies IT distribuídas por cinco infraestruturas, localizadas em Madrid (x2), Barcelona, Sevilha e Lisboa, as quais operam com uma capacidade máxima de 24×7. Com esta interligação, os cinco Data Centers da itconic funcionam como uma única infraestrutura, ou seja, os clientes, ao alojarem-se numa das instalações da empresa, irão ter as mesmas capacidades nos outros Data Centers da mesma.

Cinco Data Centers, uma única plataforma

Quando os clientes da itconic utilizam qualquer uma das suas cinco infraestruturas, não só disfrutam das vantagens de um Data Center de última geração, como também se conectam a qualquer fornecedor de telecomunicações do mercado. Através da itconic, as empresas podem aceder aos principais Pontos Neutros de Intercâmbio de Tráfego da Península Ibérica (ESpanix, Catnix e GigaPIX) e aos fornecedores mais importantes de hyperscale cloud, entre os quais se encontram a Amazon Web Services (AWS), Google Cloud Platform e Microsoft Azure. O acesso a este ecossistema global de interligação está sempre assegurado, uma vez que a itconic oferece aos seus clientes dois níveis possíveis de proteção (redundante e protegido).

“Com a interligação dos nossos Data Centers, tornámo-nos o fornecedor mais completo do mercado de infraestrutura IT”, afirma Faustino Jiménez, CEO da itconic. “Qualquer cliente alojado num dos nossos Data Centers poderá utilizar a capacidade global de uma plataforma de cinco infraestruturas interligadas, acedendo aos fornecedores de rede chave, de serviços e aos Pontos Neutros de Intercâmbio de Tráfego da Península Ibérica, aumentando a capacidade de conexão e reduzindo o investimento ao conectar-se com o resto do mundo”.

Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário