A Internet das Coisas precisa de abertura e de colaboração da indústria para ser bem-sucedida

9592
0
Share:

O Presidente e CEO da Samsung Electronics, BK Yoon, foi o responsável pelo discurso de abertura na edição de 2015 da exposição internacional de electrónica de consumo (International Consumer Electronics Show (CES)), um discurso onde sublinhou a necessidade de maior abertura e colaboração nas várias indústrias para que se possa desbloquear todo o potencial da Internet das Coisas – Internet of Things (IoT).

“A Internet das Coisas tem a capacidade de transformar a nossa sociedade, economia e a forma como vivemos as nossas vidas”, referiu o Sr. Yoon. “Temos a responsabilidade de nos juntar — como uma indústria e em diferentes setores — para conseguir concretizar a promessa da Internet das Coisas.”

O Sr. Yoon enfatizou ainda que a IoT se deve centrar nas pessoas e se deve adequar aos seus estilos de vida, acrescentando que “a Internet das Coisas não é sobre “coisas”. É sobre pessoas. Cada indivíduo está no centro do seu próprio universo tecnológico, e o universo da IoT vai adaptar-se constantemente e mudar à medida que as pessoas se movem no seu mundo”.

Como parte do compromisso da Samsung em ajudar na materialização da era da IoT, o Sr. Yoon anunciou os planos estratégicos para apresentar uma Samsung totalmente preparada para a IoT. Até 2017, todas as televisões Samsung vão ser equipamentos IoT, e em cinco anos, todo o hardware da marca vai estar preparado para a IoT, acelerando ainda mais a expansão de dispositivos IoT no mercado.

O mesmo responsável enfatizou ainda a importância dos developers (criadores de conteúdos) na construção da IoT e anunciou que a Samsung irá investir mais de 100 milhões de dólares americanos na actividade de developers em 2015.

 


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário