InnoWave adquire Thought Creator e aposta forte no mercado de IoT

10560
0
Share:

A InnoWave anunciou a aquisição da Tought Creator, como parte da sua estratégia para desenvolver a componente IoT (Internet of Things) da empresa. Esta aquisição vem potenciar a aposta que a InnoWave tem vindo a fazer no mercado de IoT, nomeadamente através da conceção de soluções verticais nas áreas de eHealth, Smart-Cities e Smart-houses.

«O objetivo é reforçar as nossas competências nesta área de investimento estratégica, permitindo alargar a nossa oferta de serviços e soluções para os nossos clientes no mercado internacional», afirmou, a propósito, Tiago Gonçalves, CEO da InnoWave.

A opção pela Thought Creator baseou-se no facto de se tratar de «uma empresa muito inovadora, com quem já trabalhávamos, que tem uma competência técnica excelente e cujos sócios fundadores estão muito alinhados com os nossos valores e cultura», explicou o responsável.

«Esta foi uma oportunidade que resolvemos, desde logo, abraçar, já que encontrámos no grupo InnoWave capacidades técnicas em áreas complementares ao IoT que irão permitir à Thought Creator o desenvolvimento de soluções inovadoras de uma forma mais célere, conferindo maior capacidade de crescimento e dinamização a nível internacional», defendeu João Espadanal Gonçalves, CTO da Thought Creator.

Os próximos passos incidirão sobre a aceleração de uma série de soluções inovadoras que aguardavam investimento, sobre o reforço da capacidade de consultoria e das competências em tecnologias e soluções no mercado de IoT, «que são muito importantes para os nossos clientes», sustentou Tiago Gonçalves.

A nova oferta vai complementar e integrar a oferta já existente da InnoWave e trazer mais competências nas áreas de hardware e connected devices.

«Temos como objetivo faturar um milhão de euros nesta nova área e chegar ao fim do ano com 20 empregados», revelou o CEO. «Em 2016, vamos também reforçar o investimento no mercado do Reino Unido e focar-nos na operacionalização da estratégia de entrada no mercado dos EUA»,

Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário