Indra vai implementar os seus radares nos aeroportos de Karachi e Lahore no Paquistão

9416
0
Share:

A Autoridade de Aviação Civil do Paquistão adjudicou à Indra a renovação dos sistemas de radar que servem os aeroportos internacionais de Jinnah, Karachi e de Allama Iqbal, em Lahore.

Em cada um destes aeroportos a empresa irá instalar uma estação equipada com um radar primário e secundário, para facilitar a localização e identificação de aeronaves. Esta tecnologia melhorará a segurança e permitirá ao país aumentar o número de voos que pode gerir.

O diretor-geral adjunto da Autoridade Civil do país, o Tenente-General Khawar Hussain, afirmou durante a assinatura do contrato que os novos radares “permitirão duplicar o número de aeronaves que podem utilizar o espaço aéreo do Paquistão, e que permitem reduzir a distância de separação entre aeronaves”.

Os novos sistemas irão substituir os radares atualmente em serviço, que têm cerca de duas décadas de operação.

Com este contrato a Indra reforça a sua posição de fornecedor tecnológico da Autoridade Civil do Paquistão. A empresa foi, anteriormente, responsável pelo fornecimento dos centros de controlo de Karachi e Lahore com os seus sistemas de gestão de tráfego aéreo e sistemas de comunicação de voz (VCSS).

A Indra fortalece assim a sua presença num país que nos próximos anos abordará importantes projetos de renovação tecnológica e de modernização de infraestruturas.

Este novo contrato enquadra-se no processo de expansão da Indra na região da Ásia e Golfo-Pérsico, onde já elaborou inúmeros projetos de implementação de sistemas de gestão de tráfego aéreo em países como Turquia, Omã, Jordânia, Kuwait, Índia, China e Vietnam, entre outros. Recentemente concluiu a implementação dos seus sistemas no aeroporto internacional de Mascate e no centro de controlo que gere o espaço aéreo de Omã.

A Indra é uma empresa líder no mercado de gestão de tráfego aéreo que já desenvolveu projectos em 160 países e forneceu mais de 4.000 instalações com os seus sistemas. A sua constante aposta na inovação levou-a a ser uma das empresas com mais peso no programa europeu SESAR, pilar do desenvolvimento tecnológico dos sistemas de nova geração que permitiram criar um céu único europeu.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário