Indra possibilita cirurgia pioneira com o Google Glass

8976
0
Share:

O primeiro protótipo do sistema de artroscopia wireless WAD (Wireless Arthroscopic Device), desenvolvido pela Indra e idealizado pelo prestigiado ortopedista espanhol Pedro Guillén (clínica CEMTRO), foi utilizado para realizar uma cirurgia pioneira ao joelho e transmitir imagens em direto para cerca de 300 universidades e hospitais dos cinco continentes. Esta iniciativa inovadora no campo da telemedicina foi possível graças ao desenvolvimento tecnológico realizado pela Droiders sobre os Google Glass através do seu sistema Glassters Streamer.

Esta Master Class, transmitida a 17 de Setembro e orientada pelo Dr. Guillén, permitiu a formação de médicos e estudantes de medicina de países como México, Brasil, Colômbia, Espanha, EUA, Argentina ou Bahrain em duas técnicas pioneiras: o artroscópio wireless (WAD) – a primeira solução sem fios a nível mundial que melhora e facilita as intervenções artroscópicas e se integra com o histórico de saúde do paciente – e a implantação de leucócitos autólogos no joelho do paciente (uma técnica para tratamento de problemas em articulações) realizada com o apoio do artroscópio sem fios.

Através do canal de Youtube da Clínica CEMTRO e do site da Droiders foi possível aceder à transmissão aberta da iniciativa. No Twitter, os utilizadores puderam acompanhar o desenvolvimento da intervenção através da conta @ClinicaCEMTRO e a hashtag #GuillénGlass. Esta experiência nunca antes realizada criou um novo conceito – o “bloco operatório único e global”.

Além disso, dois cirurgiões intervieram activamente com comentários em tempo real acerca dos desenvolvimentos da operação e os participantes puderam colocar questões ao Professor Guilllén e respectiva equipa via chat. O formato da transmissão incluiu no mesmo painel diferentes imagens do procedimento médico: o campo de intervenção cirúrgica visto a partir dos Google Glass, a imagem transmitida através do dispositivo artroscópico da Indra, e uma câmara que abrangia todo o bloco operatório.

Desde o início de 2011, a Indra lidera o desenvolvimento do primeiro protótipo do WAD (Wireless Arthroscopic Device). O projecto, idealizado pelo Dr. Guillén, é completamente inovador no mundo da artroscopia.

Este é o primeiro dispositivo que não precisa de ser ligado a uma torre de artroscopia fonte de energia. Este novo sistema oferece uma série de benefícios adicionais aos sistemas convencionais visto que a ausência de fios reduz as hipóteses de infecção, o tempo de preparação do bloco operatório e da infra-estrutura necessária para realizar estas intervenções. Também facilita a mobilidade do cirurgião e reduz significativamente os custos quando comparado com os sistemas convencionais. Outro importante contributo é a integração do vídeo e das imagens da intervenção no historial clínico do paciente.

Estas novidades vão permitir a utilização da técnica cirúrgica em regiões de recursos escassos, assim como em novos âmbitos – centros de saúde, hospitais de campanha em missões de paz e clínicas veterinárias.


Share:

Deixe o seu comentário