Indra implementa tecnologia inteligente no túnel do Marão

8536
0
Share:

A Teixeira Duarte adjudicou à Indra um contrato para a conceção, instalação e arranque dos sistemas inteligentes de tráfego (ITS), controlo e comunicações do túnel do Marão, atualmente em construção e que com cerca de 6 Km será o mais comprido de Portugal e da Península Ibérica. O contrato, inclui ainda a manutenção por um período de dois anos.

A Indra vai equipar o centro de controlo do túnel do Marão com a solução para gestão de tráfego e túneis Horus, de desenvolvimento próprio, que integra e permite controlar de forma centralizada os diferentes sistemas inteligentes de tráfego (ITS) localizados no túnel. A multinacional também implementará estes sistemas ITS, assim como os sistemas de deteção automática de incidentes (DAI) e vídeo-vigilância por circuito fechado de televisão (CCTV), sistemas de sinalização, deteção de incêndios, comunicações, megafonia, postes SOS, controlo de altura e de mercadorias perigosas, contagem e classificação de veículos e sistemas medição de várias grandezas (luminância, velocidade e sentido de escoamento do ar, níveis de CO, níveis de NO e visibilidade).

Um avançado sistema de vídeo-vigilância com deteção automática de incidentes, baseado em visão artificial, facilitará a reação imediata perante eventos que possam colocar em risco a segurança dos utilizadores ou a circulação na via, permitindo, por exemplo, que os veículos transitem de forma bidirecional por uma única via, caso seja necessário, sem necessidade de interromper a circulação. A solução da Indra também incorpora um inovador sistema de controlo de mercadorias perigosas através de vídeo-vigilância e algoritmos de reconhecimento de matrículas.

Com a tecnologia que a Indra implementará no Túnel do Marão, os operadores poderão, em todo o momento, controlar o estado da via e dispor de informação em tempo real para a tomada de decisões. O elevado nível de automatização das operações facilitará a gestão rápida e precisa de tudo o que ocorrer no túnel, tanto no que se refere à gestão quotidiana como a situações de emergência. Além disso, será possível proporcionar aos condutores informação em tempo real e uma maior segurança e qualidade do serviço, contribuindo para reduzir o risco de incidentes e otimizando a utilização dos recursos durante a assistência aos mesmos.

Solução adaptável a todo o tipo de infraestruturas

A Indra, também irá implementar a sua solução Horus no centro de controlo da linha 2 do Metro de Mashad no Irão. Neste caso, a empresa será responsável pela conceção e instalação do controlo de ventilação do túnel, que inclui o fornecimento de 13 estações remotas de comunicações redundantes, sensores ambientais (anemómetros), sistemas de deteção de incêndios, assim como do equipamento informático para o centro de controlo.

A Indra realizará este projeto com a empresa asturiana Zitron e a empresa iraniana Garivekan, às quais o contrato foi adjudicado em consórcio. Há cinco anos atrás, a Indra já realizou com estes parceiros um projeto semelhante para o túnel de Toheed, em Teerão, a capital do país.

Os projetos para o túnel do Marão e o túnel de Mashad mostram a versatilidade e escalabilidade da solução Horus da Indra, a qual cumpre os requisitos de todo o tipo de infraestruturas e adapta-se às diferentes necessidades através de uma gestão inteligente e integrada dos diferentes subsistemas.

Tecnologia de vanguarda para gestão de tráfego e túneis

A tecnologia de controlo de túneis da Indra está entre as mais avançadas do mundo, com designs de última geração que cumprem as normas de segurança mais exigentes. De facto, os túneis equipados com sistemas de controlo da Indra são os mais bem pontuados em todos os estudos EUROTAP realizados desde 2004.

Em Portugal, a Indra já implementou os sistemas de segurança e controlo no túnel do Cortado, na altura o mais longo da Madeira e do país, como membro de uma UTE na qual também participava a Teixeira Duarte. Anteriormente, já o tinha realizado no túnel de Encumeada, também na Madeira.

Atualmente, a Indra está a implementar esta tecnologia para controlo dos 12 túneis rodoviários da cidade de Londres e na autoestrada Bogotá-Villavicencio na Colômbia, cuja primeira fase acaba de ser inaugurada pelo presidente Santos. Entre os projetos já desenvolvidos neste âmbito podem mencionar-se os túneis da autoestrada Necaxa-Tihuatlán no México; o túnel Zaouait Ait Mellal, em Marrocos; os túneis que ligam a cidade de Dublin ao seu porto, na Irlanda; o túnel de Sozina, em Montenegro; os túneis que ligam as cidades de Chongqing e Changshou na China ou os túneis de Zapata e Lo Prado, que ligam as cidades de Santiago e Valparaíso no Chile.

A Indra já implementou a sua tecnologia para dotar de inteligência as infraestruturas de transporte em mais de 50 países e é uma das principais empresas no desenvolvimento e implementação de soluções integrais para gestão e controlo de tráfego, sistemas de controlo de túneis e sistemas de portagem. A Indra dispõe de inúmeras e importantes referências neste área nos Estados Unidos, Canadá, México, Chile, Brasil, Espanha, Portugal, Irlanda, Montenegro, Índia ou China.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário