Indra em Portugal obtém novas certificações e eleva o reconhecimento da excelência dos seus serviços

8184
0
Share:

A Indra Sistemas Portugal, acaba de receber da AENOR as certificações ISO 20000-1:2011, de Gestão de Serviço, e ISO 27001:2005, em Segurança de Informação, elevando o reconhecimento e excelência dos seus serviços.

A certificação ISO 27001:2005 é uma norma que providencia um elevado compromisso com a proteção da informação, o que representa um nível considerável de conforto para as organizações que interagem com a entidade certificada. A norma foi elaborada para criar um modelo que visa estabelecer, implementar, operar, monitorizar, analisar, manter e melhorar a colocação em funcionamento de um SGSI – Sistema de Gestão de Segurança de Informação, que inclui um conjunto de medidas que garantem a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos ativos da informação de uma organização.

A norma ISO 20000-1:2001 é uma certificação padrão internacional, composta por um conjunto de processos específicos, cujo cumprimento garante a qualidade na gestão dos serviços prestados. Alguns dos requisitos desta norma passam pela definição de políticas, objetivos, procedimentos e processos de gestão que asseguram a qualidade efetiva na prestação de serviços de TI.

No que concerne à obtenção destas certificações, Nuno Guilherme, diretor geral da Indra Sistema Portugal refere que “a obtenção destas certificações denota o compromisso da Indra em Portugal com a qualidade dos serviços, como motor de excelência e sustentabilidade, assim como com a inovação, a melhoria contínua dos processos e produtos e a satisfação dos nossos clientes.”

O desempenho dos sistemas de gestão ISO 20000-1 e ISO 27001 são monitorizados pela AENOR através de um conjunto de indicadores, objetivos e metas, assim como com mecanismos de controlo e auditorias internas para manter e melhorar o sistema de gestão, garantindo o futuro e a eficiência destes sistemas e do cumprimento dos requisitos do cliente, legais e do negócio.


Share:
Patricia Fonseca

Deixe o seu comentário